FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Esclerose Tuberosa" obteve 24 resultados.

Página:  de 3

25/04/2012

Revisões Internacionais

Manifestações cutâneas das doenças sistêmicas – Mark Lebwohl, MD

...tes imunossuprimidos com linfoma e também em pacientes submetidos ao transplante renal sob terapia farmacológica imunossupressora. Uma forma agressiva foi descrita em pacientes com Aids [Figura 14]. O sarcoma de Kaposi clássico costuma afetar os membros inferiores e progride somente de modo gradual para outros sítios. Em contraste, o sarcoma de Kaposi associado a Aids pode ocorrer em qualquer supe......

Ver Índice

25/11/2016

Revisões Internacionais

Epilepsia e transtornos relacionados

...EDs. Figura 6 – A visão coronal de uma imagem por RNM do cérebro demonstra a presença de uma esclerose hipocampal direita grave (seta), sendo o provável início de uma epilepsia que pode ser solucionada por meios cirúrgicos. RNM: ressonância nuclear magnética. O EEG concorrente permite correlacionar a semiologia da convulsão com o início do EEG. Técnicas como tomografia computador......

Ver Índice

19/01/2009

Revisões

Manifestações Oculares de Doenças Sistêmicas

...cientes desenvolvem retração palpebral e proptose. A preocupação nessa fase é a ceratopatia de exposição e a neuropatia compressiva. Devido à proptose e à retração palpebral, não é possível a muitos desses pacientes realizar oclusão palpebral, mantendo conjuntiva e córnea expostas. Também devido à hipertrofia e à congestão dos músculos extrínsecos, pode haver compressão do nervo óptico no seu ápic......

Ver Índice

03/02/2011

Revisões

Tumorações Renais

... é aceitável, uma vez que, nesses casos, a ocorrência de tumores assíncronos é comum e a preservação de néfrons é sempre uma preocupação. Algumas técnicas em investigação para tumores incidentais pequenos incluem a crioterapia, a ablação por radiofrequência e a ablação por ultrassom. A crioterapia com nitrogênio líquido é a mais utilizada no momento e fica reservada para pacientes com tumores mult......

Ver Índice

29/01/2016

Revisões Internacionais

Genética molecular do câncer

...umor indolente em que a translocação cromossômica coloca o gene BCL2 sob controle do ativador do gene das imunoglobulinas.81 O aumento na expressão de BCL2 nessas células linfoides impede a programação de sua morte celular, resultando no aumento da massa de células linfoides que tipificam esse linfoma de crescimento lento. Conforme observamos acima, a função de BCL2 pode ser mais intensa em alguns......

Ver Índice

22/08/2009

Revisões

Crise Epiléptica

...ses não epiléticas psicogênicas podem ser confundidas com crises parciais complexas ou crises TCG. O diagnóstico pode ser difícil, sendo fundamental uma anamnese cuidadosa para levantar a suspeita diagnóstica. A monitorização por vídeo-EEG é indispensável para o diagnóstico. Crises epilépticas e crises não epilépticas psicogênicas podem coexistir em até 20% dos casos de crises não epilépticas, o q......

Ver Índice

08/12/2009

Revisões

Introdução à Radiologia

...e (.6112), tuberculose (.2324), silicose (.771), sarcoidose (.225). Ver também doenças císticas do pulmão (.312) .29 – OUTROS Exclui: empiema (.76), bolha infectada ou pneumatocele (.3122) e cisto infectado (.3121) .3 – NEOPLASIA E PROCESSOS EXPANSIVOS .31– NEOPLASIAS BENIGNAS, CISTOS, OUTROS PROCESSOS EXPANSIVOS BENIGNOS .311 – Adenoma brônquico (benigno ou maligno) ......

Ver Índice

11/04/2017

Casos Clínicos

Cisto Renal Complexo

...ce. Categoria IIF Cisto com múltiplos septos finos, com septos ou parede podendo ter calcificações, podendo haver realce não mensurável ou, ainda, lesões totalmente intrarrenais hiperatenuantes sem realce e com >3cm. Categoria III Cisto indeterminado com paredes ou septos espessados e irregulares, com realce presente, sendo que de 40 a 60% são malignos (carcinoma de......

Ver Índice

09/08/2017

Temas selecionados

Cisto Renal Complexo

...icações ou partes sólidas. Categoria II Cisto benigno que pode conter septos finos ou, ainda, lesões hiperatenuantes uniformes, com <3cm de diâmetro, com limites bem delimitados sem realce. Categoria IIF Cisto com múltiplos septos finos, com septos ou parede podendo ter calcificações, podendo haver realce não mensurável ou, ainda, lesões totalmente intrarrenais hiper......

Ver Índice

04/06/2018

Revisões

Fibrose Intersticial Idiopática

...icamente caracteriza-se por zonas fibróticas com favos de mel associadas a áreas de tecido relativamente não afetadas, normalmente o processo inflamatório é relativamente leve considerando a extensão da doença, já a doença intersiticial pulmonar com bronquiolite usualmente associa-se com espessamento relativamente uniforme dos bronquíolos do septo alveolar e acúmulo de macrófagos intra-alveolares......

Ver Índice

Página:  de 3

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal