FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Escore de Calcio de Coronarias" obteve 13 resultados.

Página:  de 2

Aulas

Escore de Cálcio e Tomografia de Coronárias

...Dr. Fabio Medeiros discorre sobre as aplicações da tomografia de coronárias......

Conteúdo em vídeo

Aulas

Escore de Cálcio e Tomografia de Coronárias

...Dr. Fabio Medeiros discorre sobre as aplicações da tomografia de coronárias......

Conteúdo em vídeo

04/06/2009

Revisões

Novos Métodos Diagnósticos em Cardiologia

...CMDI. Esse padrão é distinto do já descrito realce subendocárdico ou transmural presente na DAC, permitindo diferenciação entre essas duas formas de cardiomiopatias. A presença e a extensão de realce, assim como na DAC, têm importante valor prognóstico. Em estudo recente, a presença de realce tardio aumentou em 3,4 vezes a chance de eventos em pacientes com CMDI. Nesse mesmo estudo, a extensão do......

Ver Índice

04/06/2009

Revisões

Novos Métodos Diagnósticos em Cardiologia

...a embriológica na formação do endocárdio, levando a um miocárdio com excesso de trabeculação, que posteriormente evolui para insuficiência cardíaca, podendo também se apresentar com arritmias ventriculares e fenômenos tromboembólicos. Devido a sua localização principal (porções medioapicais de paredes inferior e lateral), a RMC tem uma grande vantagem sobre outros métodos diagnósticos na sua iden......

Ver Índice

04/06/2013

Revisões Internacionais

Angina estável crônica – Richard A. Lange – L. David Hillis

...­vention of coronary heart disease. Mayo Clin Proc 2009;84: 373–83. 44. Sandvik L, Erikssen J, Thaulow E, et al. Physical fitness as a predictor of mortality among healthy, middle-aged Norwegian men. N Engl J Med 1993;328:533–7. 45. Tanasescu M, Leitzmann MF, Rimm EB, et al. Exercise type and intensity in relation to coronary heart disease in men. JAMA 2002;288:1994–2000. 46. de Lo......

Ver Índice

20/04/2009

Casos Clínicos

Angina estável

... para pacientes com dor recorrente, hipertensão arterial ou congestão, podendo ser inicialmente por via venosa e após via oral. Posologia · Dinitrato de isossorbida: 10 até 40 mg via oral de 8/8 horas. 5mg sub lingual a cada 5 – 10 minutos até a dose máxima de 15 mg. · Mononitrato de isossorbida: 10 mg via oral de 12/12 horas até 40 mg via oral a cada 8/8 horas. · ......

Ver Índice

01/11/2013

Revisões

valvopatias

... deposição de cálcio. A calcificação progressiva leva à imobilização das cúspides. A estenose aórtica reumática é resultado de adesão e fusão das comissuras, levando à retração e ao espessamento das cúspides. Comfrequência, há insuficiência a aórtica associada. Pacientes com estenose aórtica reumática invariavelmente apresentam acometimento reumático da valva mitral. Patogênese O aumento crô......

Ver Índice

30/10/2013

Revisões

Doença Arterial Coronariana Crônica

... para o diagnóstico de cardiopatia isquêmica quando comparados ao ainda considerado padrão-ouro: a cineangiocoronariografia. Portanto, o médico que solicita esses testes funcionais deve ter já estabelecidas a probabilidade pré-teste de presença e a gravidade da isquemia, bem como a interpretação do resultado do teste em relação a essa probabilidade. Para pacientes em que o diagnóstico de angina es......

Ver Índice

22/10/2013

Revisões Internacionais

Angina instável e outras síndromes coronarianas agudas – R. Scott Wright

...com diabetes melito não diagnosticado apresenta SCA como 1ª manifestação da doença. O risco de insuficiência renal é atualmente bem reconhecido em pacientes com SCA. Os pacientes com reduções leves da taxa de filtração glomerular (TFG) apresentam riscos de morte a curto e longo prazos aumentados, enquanto aqueles com insuficiência renal moderada a moderadamente severa apresentam riscos ainda mai......

Ver Índice

15/01/2014

Revisões Internacionais

Vasculopatias renais – Julieanne G. McGregor, Vimal K. Derebail, Abhijit V. Kshirsagar, Ronald J. Fa

...rombos. Primeiro, as toxinas impedem a secreção de ADAMST-13 atuando por um mecanismo não especificado, com consequente formação de amplos multímeros de von Willebrand. Em 2º lugar, as toxinas ativam a adesão plaquetária via componente Ib-alfa glicoproteína das glicoproteínas Ib/Ix/V1 e V2, que então podem promover agregação de plaquetas e do antígeno de von Willebrand. Diagnóstico. A SHU caract......

Ver Índice

Página:  de 2

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal