FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Escore Wells de Embolia Pulmonar" obteve 11 resultados.

Página:  de 2

10/09/2014

Revisões

Embolia pulmonar

...ials NCT00643201). Não é possível recomendar, no momento, a administração de apixabana para tratamento de casos de TEP até que seja comprovada a eficácia e a segurança nessa condição específica. Trombolíticos Os trombolíticos são drogas que dissolvem o trombo por meio da ativação do plasminogênio, com aumento na produção do agente ativo plasmina. A plasmina age diretamente sobre os trombos e ......

Ver Índice

14/09/2018

Revisões

Embolia pulmonar

...taxa de letalidade é de 1%. Fisiopatologia Os coágulos sanguíneos ocorrem quando o estado pró-coagulação excede a remoção por fibrinólise. As trombofilias são condições que desequilibram o equilíbrio entre a fibrinólise e a coagulação em relação a um excesso de coagulação. A maioria das diretrizes classifica o TEV como provocado (ou secundário) ou não provocado (idiopático). Os TEVs provo......

Ver Índice

30/06/2017

Revisões

Dispneia

...tica da pericardite aguda e do pneumotórax, os pacientes com dor torácica pleural no ambulatório podem ter dor de padrão pleurítico devido à infecção viral aguda do trato respiratório. A dor torácica, que antecede a dispneia, sugere isquemia coronariana e EP. Quando associada a sibilos, a dispneia ocorre devido ao broncoespasmo; causas potenciais incluem asma e disfunção cardíaca crônica. São sug......

Ver Índice

03/04/2017

Artigos

Ultrassom beira-leito na avaliação de suspeita de TEP

...ncia. Foi aplicado o escore de Wells convencional (Ws) pelo médico assistente, e a USG foi realizada por um dos 20 investigadores do estudo. Sinais de trombose venosa profunda (TVP) à USG venosa e sinais de infartos pulmonares ou diagnósticos alternativos à USG de pulmão foram considerados para recalcular dois itens da pontuação Wells: sinais e sintomas de TVP; diagnóstico alternativo menos prováv......

Ver Índice

16/10/2014

Revisões

Tromboembolia pulmonar: tratamento

...os D no pós­-tratamento: menos de 3 semanas (precoce) ou mais de 5 semanas (tardio); se a idade interfere na aplicação dos resultados, considerando-se que os níveis de dímeros D aumentam com a idade, e se a utilidade preditora dos dímeros D depende do en­saio utilizado. Para responder a essas dúvidas, uma meta-análise dos efeitos do tempo de mensuração, limiares e idade dos pacientes na ha......

Ver Índice

09/03/2009

Revisões

Tromboembolismo pulmonar

...s thrombosis and pulmonary embolism. Ann Intern Med. 2004;140:589-602. 7. The PIOPED investigators. Value of ventilation/perfusion scan in acute pulmonary embolism: results of the Propective Investigation of Pulmonary Embolism Diagnosis (PIOPED). JAMA. 1990;263:2753-2759. 8. Perrier A, Roy PM, Sonchez O, Le Gal G, Meyer G, Gourdier AL, et al. Multidetector-row computed tomography in suspec......

Ver Índice

09/03/2009

Revisões

Tromboembolismo pulmonar

... Gourdier AL, et al. Multidetector-row computed tomography in suspected pulmonary embolism. NEJM. 2005;352:1760-8. 9. Quinlan DJ, McQuillan A, Eikelboom JW. Low molecular weight heparin compared with intravenous unfractioned heparin for treatment of pulmonary embolism. Ann Intern Med. 2004;140:175-183. 10. Wan S, Quinlan DJ, Agnelli G, Eikelboom JW. Trombolysis compared with heparin for the i......

Ver Índice

26/03/2012

Revisões Internacionais

Fibrilação atrial – Gregory F. Michaud (MD) e Roy M. John (MD, PhD)

...lassificação de Vaughan-Williams. Os fármacos comumente utilizados são do tipo IA, apresentando propriedades bloqueadoras de sódio e potássio mistas (procainamida, quinida e disopiramida); fármacos do tipo 1C, que são predominantemente bloqueadores de canais de sódio (flecainida, propafenona); e fármacos do tipo III, que prolongam o intervalo QT predominantemente por meio do bloqueio dos canais de......

Ver Índice

16/05/2014

Revisões Internacionais

sepse

...istemicamente e nas fases mais tardias da sepse.21 As citocinas e quimiocinas geradas por monócitos-macrófagos conduzem, em especial, o processo séptico inicial. As citocinas e os IFN derivados dos linfócitos tornam-se importantes na regulação das fases mais tardias da sepse, podendo, enfim, determinar o desfecho do choque séptico. Células T CD4+ Existem diferenças funcionais importantes e......

Ver Índice

06/12/2013

Revisões Internacionais

Tromboembolia venosa

...portante sinal para o diagnóstico de TVP. Nos Estados Unidos, a maioria dos pacientes com suspeita de TVP é submetida ao exame de ultrassonografia venosa [Figura 4], independentemente do nível de suspeita clínica. A venografia com contraste invasiva [Figura 5] quase nunca é realizada, a menos que seja prevista uma intervenção com cateterismo. O principal critério diagnóstico considerado para o ex......

Ver Índice

Página:  de 2

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal