FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Gerenciamento de Risco e Seguranca do Paciente" obteve 257 resultados.

Página:  de 26

30/05/2017

Revisões Internacionais

Abordagem aos Pacientes Geriátricos

...eles são hospitalizados novamente dentro de um período de 90 dias após a alta hospitalar.106 Nos quadros de enfermidades que exigem hospitalização, a incapacitação associada às hospitalizações se refere a uma nova perda de independência em, pelo menos, uma AVD, que não retornará com a resolução da enfermidade. Esse fato ocorre em 30% de pacientes idosos, sendo que menos de 50% retornam ao nível f......

Ver Índice

14/05/2013

Hospitalar

Usando os padrões da Joint Commission para gerenciar o fluxo de pacientes e prevenir a superlotação

...s ao planejamento do cuidado podem ser particularmente desafiadores, porque o cuidado, o tratamento e os serviços requeridos por pacientes que se apresentam ao pronto-socorro podem ser muito variados. É comum que alguns dos processos envolvidos sejam negligenciados. Por exemplo, um paciente pode ser admitido, mas não designado imediatamente a um leito da internação devido a um acúmulo no sistema, ......

Ver Índice

14/05/2013

Hospitalar

Usando os padrões da Joint Commission para gerenciar o fluxo de pacientes e prevenir a superlotação

...uem ter privacidade. No entanto, o hospital pode mostrar que respeita o direito à privacidade do paciente tendo um plano para lidar com essa situação quando o PS estiver superlotado. O hospital pode, por exemplo, instalar cortinas nos corredores, que podem ser puxadas quando um paciente está sendo avaliado. Um quarto pode ser reservado para conduzir exames de PS. Após, os pacientes seriam movidos ......

Ver Índice

22/03/2017

Revisões Internacionais

Disfunção Sexual Masculina

...orreu uma melhora significativa no fluxo sanguíneo peniano depois do tratamento. Ligadura venosa. Foram feitas várias tentativas para impedir o vazamento venoso através de meios cirúrgicos para ligar a veia crural ou a veia dorsal do pênis. As taxas de sucesso variaram muito por causa da dificuldade para confirmar o diagnóstico e identificar as veias vilãs. Colocação de prótese peniana. Na......

Ver Índice

14/03/2010

Gerenciamento de Risco e Segurança do Paciente

Classificação Internacional para a Segurança do Paciente da OMS – Sistema de Resiliência

... exemplificada por um objeto simples, que é o elástico. Sua definição é: a capacidade que um elemento tem em retornar ao seu estado inicial, após sofrer uma influência externa. Entretanto, a resiliência no contexto da Segurança do Paciente é algo mais amplo, pois é o grau com que um sistema continuamente previne, detecta, atenua ou melhora seus riscos e incidentes. Ou seja, a resiliência é um esta......

Ver Índice

10/07/2009

Gerenciamento de Risco e Segurança do Paciente

Objetivos da Campanha “Cirurgia Segura Salva Vidas” da OMS

...rantir uma condução segura da cirurgia. 10. Hospitais e sistemas de saúde pública estabelecerão uma rotina de vigilância quanto à capacidade cirúrgica, volume cirúrgico, e os resultados cirúrgicos. Objetivos da Campanha “Cirurgia Segura Salva Vidas” da OMS Lucas Santos Zambon Objetivos da Campanha “Cirurgia Segura Salva Vidas” da OMS Campanha "Cirurgia Segura Salva Vidas" da OMS Gerencia......

Ver Índice

10/07/2009

Gerenciamento de Risco e Segurança do Paciente

Objetivos da Campanha “Cirurgia Segura Salva Vidas” da OMS

...A equipe irá consistentemente usar métodos conhecidos para minimizar os riscos de infecção do sítio cirúrgico. 7. A equipe irá impedir a retenção inadvertida de instrumentos ou compressas em feridas cirúrgicas. 8. A equipe irá garantir a identificação precisa de todos os espécimes cirúrgicos. 9. A equipe irá se comunicar efetivamente e trocará informações críticas sobre ......

Ver Índice

08/03/2010

Gerenciamento de Risco e Segurança do Paciente

Classificação Internacional para a Segurança do Paciente da OMS – Informações Descritivas

...s recomendações da própria OMS quanto à divulgação de qualquer material oriundo de seu website (http://www.who.int/about/copyright/en/), que permite a veiculação sem fins lucrativos de seus materiais para fins educacionais. Referências ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE (OMS). The Conceptual Framework for the International Classification for Patient Safety v1.1. Final Technical Report and Technical......

Ver Índice

04/03/2009

Gerenciamento de Risco e Segurança do Paciente

Introdução - Primum Non Nocere

...ase da anatomia moderna de Andreas Vesalius (1514-1564), até a descoberta da estrutura do DNA humano por Watson e Crick em 1953, muito se aprendeu. Desse conhecimento vasto gerado nos diversos segmentos ligados à medicina, chegamos hoje a um patamar no qual somos capazes de realizar exames sofisticados como o PET-scan e a ressonância nuclear magnética, assim como de realizar tratamentos fantástico......

Ver Índice

04/03/2009

Gerenciamento de Risco e Segurança do Paciente

Introdução - Primum Non Nocere

...de segurança em programas de qualidade hospitalar. Entretanto, outro ponto foi recentemente ressaltado: a opção de planos de saúde em não pagar os custos referentes a eventos adversos, a exemplo do Medicare dos Estados Unidos, de forma a privilegiar melhores performances hospitalares. · No Brasil, apesar de não existirem dados, se seguirmos as estatísticas, estima-se que ocorram três even......

Ver Índice

Página:  de 26

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal