FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Hialuronidase" obteve 17 resultados.

Página:  de 2

23/07/2010

Medicamentos Injetáveis - Utilização Segura

Hialuronidase

...olaterais/adversos, posologia, indicações, interações medicamentosas e formas de administração. MARCA COMERCIAL HYALOZIMA (Apsen) GENÉRICO Não USO INJETÁVEL Injetável 2.000 UTR HYALOZIMA Injetável 20.000 UTR HYALOZIMA Armazenagem Antes de Aberto Temperatura até 25°C. Aparência do pó seco: liofilizado branco. O QUE É A hialuronidase é uma enzima facilitadora da difus......

Ver Índice

16/01/2015

Remédios

Hialuronidase

... em crianças, na face lateral da coxa. Uso injetável – Doses • doses em termos de hialuronidase. potencializador de anestesia local (dose sugerida pelo fabricante brasileiro) 150 UTR para cada 10 mL de anestésico local (UTR significa Unidade Redutora da Turbidez). Cuidados especiais Não usar o produto diretamente na córnea; em procedimento anestésico em caso de trabalho de parto prema......

Ver Índice

04/04/2010

Revisões

Glomerulonefrite Difusa Aguda ou Glomerulonefrite Pós-estreptocócica

... comum nos meses de inverno e início da primavera. ETIOLOGIA A glomerulonefrite pós-estreptocócica (GNPE) geralmente é precedida por uma infecção da orofaringe ou da pele por certas cepas “nefritogênicas” dos estreptococos beta-hemolíticos dos grupos A, C e G. As cepas ditas nefritogênicas mais relacionadas a infecções respiratórias são as dos sorotipos 1, 4, 12 e 25, e a infecção de pele es......

Ver Índice

26/01/2012

Revisões Internacionais

Infecções por cocos gram-positivos

...a doença pneumocócica por faixa etária e distúrbio coexistente Fator de risco Casos de doença pneumocócica por 100.000 habitantes Idade (anos) < 1 21 1 51 > 65 45 Distúrbios clínicos crônicos 176 a 483 Imunossupressão grave 562 a 2.031 A pneumonia pneumocócica começa com a aspiração de pequenas quantidades de secreções orofarí......

Ver Índice

11/11/2015

Biblioteca Livre

C

...ialgia. t Hipoglicemia. t Leucopenia, trombocitopenia. t Pancreatite. t Insuficiência renal. t Efeitos transitórios sobre o SNC (insônia, tontura, ansiedade, confusão, psicose, parestesia, convulsões, pesadelos). Interações de medicamentos t Alfentanila: tem níveis plasmáticos aumentados. Fazer monitoria no paciente. t Alprazolam, diazepam, midazolam: podem ter a toxicidade aumentada ......

Ver Índice

19/04/2011

Casos Clínicos

Glomerulonefrite Difusa Aguda (GNDA)

...atúria, hipertensão) cerca de 1 a 2 semanas após uma infecção estreptocócica de garganta ou 2 a 3 semanas após infecção de pele. Um painel de anticorpos antiestreptococos costuma ser positivo em 95% dos doentes pós-faringite e 85% pós-infecção de pele (antiestreptolisina O; anti-hialuronidase; anti-DNAse; antiestreptoquinase etc.). A hematúria pode ser microscópica com hematúria macroscópica impor......

Ver Índice

10/12/2010

SEÇÃO B – MEDICAMENTOS USADOS EM DOENÇAS DE ÓRGÃOS E SISTEMAS ORGÂNICOS

Cloridrato de Proximetacaína

...emoção de corpo estranho e remoção de suturas. • Tonometria, tonoscopia. • Manipulação do sistema canalicular nasolacrimal. CONTRA-INDICAÇÃO5 • Hipersensibilidade à proximetacaína. PRECAUÇÕES5 • Não fazer uso prolongado. • Categoria de risco na gravidez (FDA): C. ESQUEMAS DE ADMINISTRAÇÃO5 Adultos Para Procedimentos Anestésicos • Aplicar 1 a 2 gota......

Ver Índice

17/11/2008

Revisões

Febre Reumática

... rheumatology. 5. ed. Philadelphia: Elsevier Saunders, 2005. p.614-29. 2. Kiss MHB, Schainberg CG. Febre reumática. In: Yoshinari NH, et al. Reumatologia para o clínico. São Paulo: Roca, . p.93-103. 3. Schainberg CG, Azevedo ECL. Febre reumática. In: Oliveira SKF, et al. Reumatologia pediátrica. 2. ed. Rio de Janeiro: Revinter, 2001. p.365-83. 4. Oliveira SKF, Bandeira M. Review fo......

Ver Índice

27/12/2009

SEÇÃO A – MEDICAMENTOS USADOS EM MANIFESTAÇÕES GERAIS DE DOENÇAS

Cloridrato de Prilocaína + Felipressina

...al de 600 mg. ASPECTOS FARMACOCINÉTICOS CLINICAMENTE RELEVANTES4,6,13 • Início de efeito: 2 minutos. • Duração de efeito: 1 a 3 horas. • Meia-vida: 1,6 horas. • Metabolismo: hepático. • Excreção: renal (1% em forma inalterada). EFEITOS ADVERSOS2,4,5 • Hipotensão, bradicardia, arritmias, metemoglobinemia, convulsão. • Durante o terceiro trimestre da......

Ver Índice

27/01/2015

Remédios

Lidocaína (local oral)

...a de Matricaria chamomila 150 mg). Nycomed. Nene Dent N Solução – lidocaína associada – analgésico gengival - solução (cada 1 g contém: cloridrato de lidocaína 3,4 mg + polidocanol 600 3,2 mg + tintura de Matricaria chamomila 150 mg). Nycomed. Oto-Xilodase – lidocaína associada; otite bacteriana – solução otológica. Cada 8 mL contém: lidocaína 400 mg + sulfato de neomicina 40 mg). Embalagem com ......

Ver Índice

Página:  de 2

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal