FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Identificacao de Criancas de Baixo Risco de Lesoes Cerebrais Apos Trauma de Cranio" obteve 9 resultados.

Página:  de 1

10/10/2009

Artigos

Identificação de crianças de baixo risco de lesões cerebrais após trauma de crânio

...rianças elegíveis para a análise, a idade média foi de 7,1 anos, sendo que 25% tinham menos de 2 anos. Os mecanismos de lesão foram queda de altura (27%), queda da própria altura ou correr contra objetos estacionários (17%), passageiro de acidente automobilístico (9%), assalto (7%), relacionado a esporte (7%), queda ou colisão de bicicleta (4%), atropelamento (3%), batida de outros meios de transp......

Ver Índice

10/10/2009

Artigos

Identificação de crianças de baixo risco de lesões cerebrais após trauma de crânio

...s realizou tomografia e estes dados indicam que é seguro não realizar tomografia em crianças abaixo de 2 anos sem nenhum dos critérios de risco derivados e validados neste estudo. Já nas crianças acima de 2 anos, as 6 variáveis de alto risco identificadas foram: · Alteração do nível de consciência · Qualquer perda de consciência · História de vômitos ......

Ver Índice

24/04/2019

Revisões Internacionais

Distúrbios na Junção Neuromuscular

... varie entre os médicos, a maioria deles tende a iniciar a terapia com corticosteroides e usar outros agentes com base na resposta aos esteroides e na capacidade para reduzir gradativamente a dosagem até a dose mais baixa. Corticosteroides. A despeito da ausência de testes randomizados controlados de alta qualidade,25 os corticosteroides são considerados os agentes imunossupressores orais mais ef......

Ver Índice

06/06/2016

Revisões Internacionais

Fibromialgia – John Buckner Winfield

...síveis fatores causais ou perpetuadores, incluindo a consideração dos fatores psicológicos e socioculturais, bem como a identificação de fontes regionais específicas da dor nociceptiva em curso (p. ex., espondilose degenerativa, bursite). · Evitar diagnósticos longos (“encher linguiça”), exames temidos, uso excessivo de modalidades fisioterapêuticas após traumatismos mínimos, limitação exces......

Ver Índice

11/07/2014

Revisões

Emergências Neurológicas

...ode-se administrar heparina SC. · Há dois tipos de tratamento para pacientes com aneurismas: clipagem neurocirúrgica e coiling endovascular. Para escolher o tratamento mais apropriado, é preciso avaliar cada caso individualmente, considerando a idade do paciente, as comorbidades presentes, a localização do aneurisma, bem como sua morfologia e a relação com os vasos adjacentes. Complic......

Ver Índice

24/02/2017

Revisões Internacionais

Cuidados Neurointensivos

... Diazepam IV, TE 0,2–0,5 a 2–4/min Nenhuma Lorazepam IV, TE 0,1–2/min 9mg/h Midazolam IV 0,05–2 a <4/min 0,75–10µg/min Fenitoína IV 20–50/min ou 1/min 5mg/kg Fosfenitoína IV 20–150/min ou 3/min 5mg/kg Tiopental IV 12, em alguns segundos 250mg/min Etomidato IV 0,3 30mg/s Pr......

Ver Índice

15/09/2008

Revisões

Trauma de Crânio

... intervenção neurocirúrgica. Com base em trabalhos realizados em New Orleans e Canadá, determinou-se que a TC pode ser evitada em pacientes que se apresentem em ECG 15 e que não apresentem nenhum desses fatores de risco: cefaléia intensa, vômitos, idade superior a 60 anos, intoxicação por álcool ou drogas, crises convulsivas, sinais de lesões traumáticas acima da clavícula, alterações de memória.......

Ver Índice

26/05/2015

Revisões Internacionais

Neuroftalmologia

...e com hemorragias de fibra nervosa [ver Figura 6a]. A perda visual de campo altitudinal é comum [ver Figura 6b] e a dor quase universalmente está ausente. A inspeção do outro olho mostra uma cabeça de nervo óptico amontoada (com razão cálice: disco baixa). Os perfis clínicos da NOINA e da neurite óptica, ocasionalmente, podem se sobrepor, sendo necessário tomar o cuidado de distinguir ambas as con......

Ver Índice

08/12/2009

Revisões

Introdução à Radiologia

...o, tuberculose brônquica .234 – Pleurite tuberculosa, derrame pleural .235 – Miliar .236 – Tuberculoma isolado ou múltiplo .237 – Tuberculose associada à outra doença .2371 – Sarcoidose .2372 – Carcinoma .2373 – Pneumoconiose .2374 ......

Ver Índice

Página:  de 1

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal