FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Linfomas Muito Agressivos" obteve 17 resultados.

Página:  de 2

27/09/2008

Revisões

Linfomas não- Hodgkin

...N Engl J Med 2005; 352:496. 2. Evans LS, Hancock BW. Non-Hodgkin’s lymphoma. Lancet 2003;362:139-46. 3. Ezdinli EZ, Anderson JR, Melvin F et al. Moderate versus aggressive chemotherapy of nodular lymphocytic poorly differentiated lymphoma. J Clin Oncol 1985;3:769. 4. Ezdinli EZ, Harrington DP, Kucuk O et al. The effect of intensive intermittent maintenance therapy in advanced low-grade non-Ho......

Ver Índice

14/07/2016

Revisões Internacionais

Tumores Cutâneos Malignos

...obrevida57 Estágio Patológico TNM Sobrevida de 5 Anos Sobrevida de 10 Anos IA T1a 95,3 ± 0,4 87,9 ± 1,0 IB T1b 90,9 ± 1,08 83,1 ± 1,5 T2a 9,0 ± 0,7 79,2 ± 1,1 IIA T2b 77,4 ± 1,7 64,4 ± 2,2 T3a 78,7 ± 1,2 63,8 ± 1,7 IIB T3b 63,0 ± 1,5 50,8 ± 1,7 T4a 67,4 ± 2,4 5......

Ver Índice

17/07/2009

Revisões

Linfoma de Hodgkin

...n of Hodgkin disease. Implications for etiology and pathogenesis [see comments]. Cancer 1993; 71:2062. 10. Press OW, LeBlanc M, Lichter AS, Grogan TM. Phase III randomized intergroup trial of subtotal lymphoid irradiation versus doxorubicin, vinblastine, and subtotal lymphoid irradiation for stage IA to IIA Hodgkin’s disease. J Clin Oncol 2001; 19:4238. 11. Yahalom J, Ryu J, Straus DJ, et al. I......

Ver Índice

17/07/2009

Revisões

Linfoma de Hodgkin

...ogenesis [see comments]. Cancer 1993; 71:2062. 10. Press OW, LeBlanc M, Lichter AS, Grogan TM. Phase III randomized intergroup trial of subtotal lymphoid irradiation versus doxorubicin, vinblastine, and subtotal lymphoid irradiation for stage IA to IIA Hodgkin’s disease. J Clin Oncol 2001; 19:4238. 11. Yahalom J, Ryu J, Straus DJ, et al. Impact of adjuvant radiation on the patterns and rate of ......

Ver Índice

01/08/2014

Revisões

Linfoma de Hodgkin e não Hodgkin

...r um grande número de células RS. Figura 61.1 Linfoma de Hodgkin: (A) biópsia de linfonodo mostrando duas células de Reed Sternberg. (B) celuloridade mista. (C) linfoma de Hodgkin do tipo esclerose nodular. Fonte: Hoffbrand e Moss.2 Com relação à imunofenotipagem, as células RS apresentam CD 15 em 85% dos casos e CD 30 em 100%, enquanto não apresentam, geralmente CD 19......

Ver Índice

16/08/2016

Revisões Internacionais

Câncer de Bexiga, Renal e Testicular

...a fosfatase alcalina ou manifestações de síndromes paraneoplásicas. As síndromes paraneoplásicas são características relativamente comuns dos carcinomas de células renais, sendo que as mais importantes são hipercalcemia e eritrocitose – causadas pela secreção ectópica do hormônio da paratireoide – assim como a proteína imunorreativa e a eritropoietina, respectivamente. Anemia é uma presença frequ......

Ver Índice

03/02/2011

Revisões

Tumorações Renais

... como um cuff de bexiga (ureterectomia radical), uma vez que a doença é de todo urotélio e tumores de ureter remanescente são comuns no seguimento destes pacientes. Os tumores renais demonstram tendência acentuada para invasão vascular (veia renal, veia cava e átrio) e estima-se que 4 a 30% dos pacientes podem apresentar este tipo de invasão (Figura 7). A extensão cranial do trombo tumoral permit......

Ver Índice

26/10/2008

Revisões

Leucemias Crônicas

...OLIFERATIVAS – LEUCEMIA MIELÓIDE CRÔNICA Introdução e Definição A LMC é uma neoplasia hematológica do grupo das síndromes mielo-proliferativas. Conseqüência de uma alteração na célula progenitora hematopoiética, a LMC resulta na proliferação excessiva principalmente da série granulocítica, mas outras linhagens podem ser afetadas. Tanto a diferenciação quanto a função dessas células é mantida ......

Ver Índice

24/10/2014

Revisões

Tratamento dos tumores cerebrais supratentoriais

...e-se prosseguir sempre com radioterapia pós-operatória (5060 Gy com 2 a 4 cm além da área de “edema” definida na imagem têm sido preconizados, pois esse “edema” significa infiltração neoplásica microscópica). A quimioterapia é utilizada, porém tem pouco impacto na sobrevida. Atualmente, vem sendo estudada a associação de radioterapia e temozolamide no tratamento adjuvante. Para recidivas tumorais,......

Ver Índice

17/09/2015

Revisões Internacionais

Distúrbios eczematosos, dermatite atópica e ictiose

...os e esclareceram os respectivos papéis nos casos de DA. As células TH-17 são importantes no processo de mediação da quimiotaxia de neutrófilos e na produção de queratinócitos de peptídeos antimicrobianos. Embora ocorra um aumento nas células IL-17 na circulação de pacientes com dermatite atópica, elas produzem uma quantidade menor de IL-17,27 descoberta que se relaciona ao baixo nível de peptídeo......

Ver Índice

Página:  de 2

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal