FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Parte i – Vigilancia Epidemiologica Procedimentos e Situacao Das Doencas Infecciosas no Brasil" obteve 19 resultados.

Página:  de 2

30/01/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Influenza Pandêmica A(H1N1)2009

...gico. Coleta dos espécimes teciduais Devem ser coletados, no mínimo, 8 fragmentos de cada tecido com dimensões aproximadas de 1 a 3 cm. Amostras de outros sítios das vias aéreas também podem ser submetidas a culturas e a ensaios moleculares. Colocar, em recipientes separados e devidamente identificados, as amostras coletadas de órgãos diferentes. Pontos anatômicos de coleta de amostras ·......

Ver Índice

05/01/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Estrutura para Respostas às Emergências em Saúde Pública

...monstram o quanto tem sido acertada esta política de fortalecimento adotada pelo SUS para o enfrentamento de situações inusitadas. Esta estratégia associada a outras iniciativas importantes tem possibilitado a criação de estruturas de suporte e permitido a adoção de ações mais abrangentes e contínuas. Dentre essas iniciativas destacam-se: a descentralização da execução de ações, utilização de indi......

Ver Índice

16/05/2010

Revisões

Protocolo de Manejo Clínico de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) - 22-04-10

..., dentre outros. A máscara de proteção respiratória deverá estar apropriadamente ajustada à face. A forma de uso, manipulação e armazenamento deve seguir as recomendações do fabricante. Deve ser descartada após o uso. 6.4.3 Luvas As luvas de procedimentos não cirúrgicos devem ser utilizadas quando houver risco de contato das mãos do profissional com sangue, fluidos corporais, secreções, excr......

Ver Índice

23/06/2009

Biblioteca Livre

CAPÍTULO 1 – Vigilância Epidemiológica

..., em termos de vidas poupadas, casos evitados, custos assistenciais reduzidos, etc. Informações como essas devem ser contrapostas às despesas operacionais do sistema. A manutenção em funcionamento de um sistema de vigilância envolve variadas e complexas atividades, que devem ser acompanhadas e avaliadas continuamente, com vistas a aprimorar a qualidade, eficácia, eficiência e efetividade das açõe......

Ver Índice

08/08/2009

Revisões

Influenza A (H1N1) - Protocolo de manejo clínico e vigilância epidemiológica da Influenza

...vo vírus Influenza A(H1N1) é o RT-PCR. • Não é recomendada a metodologia de Imunofluorescência Indireta (IFI) para detecção desse novo subtipo de Influenza A(H1N1), no momento atual. • O processamento das amostras de secreção respiratória de casos suspeitos para o diagnóstico de infecção pelo novo vírus Influenza A(H1N1) será realizado exclusivamente pelos Laboratórios de Referência (L......

Ver Índice

06/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Hepatites Virais

...lógicos limitados aos primeiros seis meses da infecção e a persistência do vírus após este período caracteriza a cronificação da infecção. Apenas os vírus B, C e D têm potencial para desenvolver formas crônicas de hepatite. O potencial para cronificação varia em função de alguns fatores ligados aos vírus e outros ligados ao hospedeiro. De modo geral, a taxa de cronificação do HBV é de 5% a 10% dos......

Ver Índice

07/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Meningites

.... meningitidis. A especificidade da reação é de 97%. • Bacterioscopia – pela técnica de coloração de Gram, caracteriza-se morfológica e tintorialmente os agentes bacterianos, permitindo sua classificação com pequeno grau de especificidade. Pode ser realizada a partir do líquor e outros fluidos corpóreos normalmente estéreis. • Quimiocitológico – permite a leitura citológica do líquor e......

Ver Índice

24/06/2009

Biblioteca Livre

CAPÍTULO 3 – Sistemas de Informação em Saúde e Vigilância Epidemiológica

...a água e definição de estratégias para prevenir e controlar os processos de sua deterioração e transmissão de enfermidades) por parte das secretarias municipais e estaduais de saúde, em cumprimento à Portaria nº 36/90, do Ministério da Saúde. Além das informações decorrentes dos sistemas descritos existem outras grandes bases de dados de interesse para o setor saúde, com padronização e abrangê......

Ver Índice

28/06/2009

Revisões

Influenza A (H1N1) - Protocolo de Procedimentos - versão 5

...a de remoção de luvas para evitar a contaminação das mãos, abaixo descrita: - Retire as luvas puxando a primeira pelo lado externo do punho com os dedos da mão oposta. - Segure a luva removida com a outra mão enluvada. - Toque a parte interna do punho da mão enluvada com o dedo indicador oposto (sem luvas) e retire a outra luva. 2.4. EPI: Proteção para os olhos ou protetor de......

Ver Índice

30/01/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Hanseníase

...o com os seguintes critérios: · Paucibacilar (PB) - Casos com até 5 lesões de pele; · Multibacilar (MB) - Casos com mais de 5 lesões de pele. Diagnóstico Laboratorial Exame baciloscópico - A baciloscopia de pele (esfregaço intradérmico), quando disponível, deve ser utilizada como exame complementar para a classificação dos casos em PB ou MB. A baciloscopia positiva classifica o c......

Ver Índice

Página:  de 2

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal