FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Tolterodina" obteve 10 resultados.

Página:  de 1

10/02/2015

Remédios

Tolterodina

... Como age antagonista competitivo dos receptores muscarínicos, com maior seletividade para a bexiga urinária. Absorção: gastrintestinal rápida. Biotransformação: no fígado (metabólito ativo). Tempo para concentração máxima (pico): 1 a 2 horas. Eliminação: urina (77%, como metabólitos); fezes (17%). Como se usa Uso oral – Doses • doses em termos de tartarato de tolterodina Adultos 2......

Ver Índice

04/06/2012

Revisões Internacionais

Abordagem de distúrbios clínicos em pacientes geriátricos – Robert M. Palmer, MD, MPH, FACP

...nal do esfincter anal acompanhada de manometria anorretal, ultrassonografia anal, defecografia, estudos de latência do nervo pudendo ou análise de imagem de ressonância magnética.42,43 Prevenção e tratamento O tratamento da impactação fecal inclui a realização de desimpactação, lavagem intestinal modificação dos fatores de risco e instituição de um regime de manutenção efetivo [Tabela 5]. A......

Ver Índice

11/11/2015

Biblioteca Livre

E

...ariação, 35 mg/m2/dia, por via intravenosa, durante 4 dias, para 50 mg/m2/dia, por via intravenosa, durante 5 dias, em combinação com outro agente quimioterápico aprovado, repetir depois de um intervalo de 3 a 4 semanas. Câncer refratário de testículo (em combinação a outro agente quimioterápico aprovado em pacientes que já receberam cirurgia apropriada, quimioterapia e radioterapia) t Faixa ......

Ver Índice

11/11/2015

Biblioteca Livre

S

...ia ou 1,5 g/dia. Observações t Infundir por via intravenosa durante 30 a 60 minutos. Aspectos farmacocinéticos clinicamente relevantes t Pico de concentração sérica: 1 hora (intramuscular), 30 minutos (intravenosa). t Meia-vida plasmática: 2 a 3 horas (adultos com função renal normal) t Excreção: renal (98%, em forma inalterada). t É removida por hemodiálise. Efeitos adversos t......

Ver Índice

12/04/2013

Revisões Internacionais

Incontinência urinária e síndrome da bexiga hiperativa – Lennox P. Hoyte, Robert L. Barbieri

...to neurogenic detrusor overactivity. Eur Urol 2004;45:510–5. 29. Schurch B, de Seze M, Denys P, et al. Botulinum toxin type a is a safe and effective treatment for neurogenic urinary incontinence: results of a single treatment, randomized, placebo controlled 6-month study. J Urol 2005;174:196–200. Incontinência urinária e síndrome da bexiga hiperativa – Lennox P. Hoyte, Robert L. Barbi......

Ver Índice

11/11/2015

Biblioteca Livre

N

...e após o nascimento no saco conjuntival de cada olho, em dose única. Manter o contato por 30 segundos, sem lavar os olhos após. Aspectos farmacocinéticos clinicamente relevantes t A absorção é mínima, pois a prata se combina com proteínas teciduais. Efeitos adversos t Sensação de queimação na pele, argiria (escurecimento permanente da pele). t Conjuntivite química, cauterização da córn......

Ver Índice

11/11/2015

Biblioteca Livre

C

...fotossensibilidade. t Ganho ou perda de peso, ginecomastia, galactorreia, aumento testicular, alterações dos níveis glicêmicos, diminuição da libido. t Em dose excessiva aguda ocorrem hipotermia, agitação, confusão, delírio, alucinações, convulsões, hipotensão, taquicardia, acidose metabólica, depressão respiratória e cardíaca, coma e eventualmente morte. Interações de medicamentos t Álcool......

Ver Índice

04/12/2012

Revisões

Incontinência urinária no adulto

...análise de urina, sedimentos urinários e cultura (D).8 Na suspeita de outras comorbidades, glicose, ureia, creatinina séricas e hemograma também poderão ser solicitados.6 A ultrassonografia de rins e vias urinárias pode ser útil para avaliar a presença de malformações e de resíduo pós-miccional.3 No entanto, até o momento, nenhuma recomendação pode ser feita a respeito desse exame de for......

Ver Índice

08/06/2009

Revisões

Bexiga Neurogênica

... o paciente tenha sempre cateter uretral e outros materiais necessários ao cateterismo; · maior gasto de tempo para realizar as micções (que são bem mais demoradas através do CIL); · piora da auto-estima e imagem corpórea ou outros distúrbios psicológicos relacionados com a necessidade de utilizar o cateter uretral; · dor ou desconforto para a passagem do cateter nos pacientes sem alteraç......

Ver Índice

26/09/2013

Revisões Internacionais

Complicações do diabetes melito – Samuel Dagogo-Jack

...l. Effect of a Mediterranean-style diet on endothelial dysfunction and markers of vascular infl ammation in the metabolic syndrome: a randomized trial. JAMA 2004;292:1440. 163.Estruch R, Martinez-Gonzalez MA, Corella D, et al. Effects of a Mediterranean-style diet on cardiovascular risk factors. A randomized trial. Ann Intern Med 2006;145:1. 164.Knoops KT, de Groot LC, Kromhout D, et al. Mediter......

Ver Índice

Página:  de 1

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal