FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Albinismo" obteve 9 resultados.

Página:  de 1

14/10/2015

Revisões Internacionais

Distúrbios da pigmentação

...fficacy of psoralen plus ultraviolet A therapy for vitiligo enhanced by concurrent topical calcipotriol? A placebo-controlled double-blind study. Br J Dermatol 2001;145:472. Baysal V, Yildirim M, Erel A, et al. Is the combination of calcipotriol and PUVA effective in vitiligo? J Eur Acad Dermatol Venereol 2003;17:299. Parsad D, Saini R, Nagpal R. Calcipotriol in vitiligo: a preliminary study. Pe......

Ver Índice

22/03/2009

Revisões

Discromias

... 2 vezes/dia; · lasers e luz pulsada: existem relatos de casos de melhora do melasma com alguns tipos de lasers e luz pulsada. HIPERCROMIAS NÃO-MELÂNICAS Tabela 6: Hipercromias não-melânicas Doenças Características clínicas Tratamento Alcaptonúria Autossômica recessiva devido à falta da enzima oxidase do ácido homogentísico que se acumula na pele, cartilagens e ou......

Ver Índice

22/03/2009

Revisões

Discromias

...ômico Melanopênica Autossômico dominante. Área hipocrômica circunscrita. Pode representar uma forma localizada de piebaldismo e, excepcionalmente, associa-se a retardo mental, convulsões e hipertrofia do membro. Diagnose diferencial deve ser feita com vitiligo (branco-nacarado à luz de Wood) e nevo anêmico (desaparece a vitropressão e à luz de Wood). Não há necessidade de tratamento ......

Ver Índice

08/12/2008

Revisões

Afecções dos Cabelos e do Couro Cabeludo

... 1 cm/mês. A duração e a velocidade do crescimento do pêlo na fase anágena (intensa atividade mitótica) varia devido à predisposição individual, idade e nas diferentes regiões do corpo. É no couro cabeludo que está a maior duração dessa fase (2 a 5 anos). Segue-se a fase catágena, com duração de cerca de 3 semanas, em que o pêlo pára de crescer. Na fase telógena, há o desprendimento do pêlo com d......

Ver Índice

04/10/2016

Revisões Internacionais

Distúrbios Leucocitários Não Malignos

.... Agranulocytosis associated with parvovirus B19 infection in otherwise healthy patients. Eur J Intern Med 2004;15:531. 30. Velasco E, Portugal RD, Sallulh JI. A simple score to predict early death in adult cancer patients with bloodstream infections. J Infect 2009;59:332. 31. Palmblad JE, von dem Borne AE. Idiopathic, immune, infectious, and idiosyncratic neutropenias.......

Ver Índice

04/06/2018

Revisões

Fibrose Intersticial Idiopática

...também podem predominar (exemplos: artrite, rash malar, vasculite de pele, linfonodomegalias, eritema nodoso, etc.). Exames Laboratoriais Poderão ser solicitados de acordo com a hipótese clínica. Em geral, o mínimo de hemograma, eletrólitos, função renal, exames de coagulação, urina tipo 1, eletrocardiograma (ECG) e radiografia de tórax são solicitados. Uma medida da oximetria de pulso deve s......

Ver Índice

17/11/2010

Casos Clínicos

Fibrose Intersticial Idiopática

...te mensais. A dose é aumentada gradativamente em incrementos de 25 mg até que a leucometria fique entre 4.000 e 7.000/mcL. O leucograma deve ser acompanhado a cada 2 semanas nos primeiros 3 meses e mensalmente daí em diante. A dose máxima oral habitualmente utilizada é de 150 a 200 mg/dia. O tratamento em forma de pulsoterapia a cada 2 ou 4 semanas foi avaliado em ensaios abertos que mostraram b......

Ver Índice

02/04/2012

Revisões Internacionais

Epidemiologia e prevenção do câncer – Alfred I. Neugut, MD, PhD, FACP / David P. H. Wu, MD

...se DNA é utilizada como critério de seleção das mulheres que devem ser submetidas a outros testes, nos casos em que a assistência ginecológica de rotina é inviável.71 O segundo avanço importante, que está relacionado à etiologia viral do câncer cervical, foi o desenvolvimento da vacina contra o HPV. Cerca de 70% dos casos de câncer cervical são causados pela transmissão sexual do HPV de tipos 16 e......

Ver Índice

08/12/2009

Revisões

Introdução à Radiologia

... .756 – Bolha única ou múltiplas .759 – Outros Exclui: bronquiolite (.2191) e pneumatocele (.3122) .76 – DERRAME PLEURAL, EMPIEMA E ESPESSAMENTO PLEURAL Codifique também (.73) se houver pneumotórax associado Para o 4º número use os mesmos indicados após (.769) .761 – Derrame pleural livre .762 – Derrame subpulmon......

Ver Índice

Página:  de 1

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal

×
×

Em função da pandemia do Coronavírus informamos que não estaremos prestando atendimento telefônico temporariamente. Permanecemos com suporte aos nossos inscritos através do e-mail info@medicinanet.com.br.