FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Rubeola Congenita" obteve 43 resultados.

Página:  de 5

31/05/2009

Biblioteca Livre

Rubéola Congênita

...cia, microcefalia, retardo mental, meningoencefalite, radioluscências ósseas; ou, quando os resultados laboratoriais forem insuficientes para confirmação do diagnóstico e o recém-nascido apresentar pelo menos uma das complicações relacionadas acima, associada à história de infecção materna comprovada por laboratório ou vínculo epidemiológico durante a gestação. Infecção Congênita Criança subm......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

...imo 3 ml. após a separação do soro, conservar em refrigerador entre 4° a 8°C, por no máximo 48h. O tubo deve ser acondicionado em embalagem térmica ou caixa de isopor com gelo ou gelox e enviado ao laboratório, no prazo máximo de 2 dias. Caso não seja possível enviar nesse periodo, conservar a amostra no freezer a -20°C até o momento do envio ao laboratório, o que deve ocorrer no prazo máximo de 5......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

...to com um ou mais casos de Rubéola, confirmados por laboratório, e que apresentou os primeiros sintomas da doenca entre 12 a 23 dias após a exposição ao caso. · Clínico - Quando há suspeita clínica de Rubéola, mas a investigação epidemiológica e laboratorial não foram realizadas ou concluídas. Como o diagnostico de Rubéola não pode ser confirmado nem descartado com segurança, esse caso repres......

Ver Índice

12/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Síndrome da Rubéola Congênita

...es clínicas podem ser transitórias (púrpura, trombocitopenia, hepatoesplenomegalia, icterícia, meningoencefalite, osteopatia radioluscente), permanentes (deficiência auditiva, malformações cardíacas, catarata, glaucoma, retinopatia pigmentar) ou tardias (retardo do desenvolvimento, diabetes mellitus). As crianças com SRC freqüentemente apresentam mais de um sinal ou sintoma, mas podem ter apenas u......

Ver Índice

11/11/2015

Biblioteca Livre

V

...xas a moderadas, por menos de 2 semanas, bem como a uso tópico ou injetável localizado (intra-articular, bursal ou em tendão). Ver também, acima, as recomendações para imunossupressores. Orientações aos pacientes t Caso a vacina seja administrada inadvertidamente a pessoa que convive com paciente imunodeprimido, estes devem evitar contato por aproximadamente 4 a 6 semanas após a vacinação. t......

Ver Índice

08/03/2012

Revisões Internacionais

Sarampo, caxumba, rubéola, parvovírus, poxvírus – Martin S. Hirsch, MD

...KJ: Viral aseptic meningitis in the United States: clinical features, viral etiologies, and differential diagnosis. Curr Clin Top Infect Dis 12:1, 1992 21. Nussinovitch M, Volovitz B, Varsano I: Complications of mumps requiring hospitalization in children. Eur J Pediatr 154:732, 1995 22. Baandrup U, Mortensen SA: Fatal mumps myocarditis. Acta Med Scand 216:331, 1984 23. Ni J, Bow......

Ver Índice

01/06/2009

Biblioteca Livre

Documentação Fotográfica

...igo Figura 65: Impetigo: bolhas com conteúdo claro, pústulas e crostas melicéricas e hemáticas. Figura 66: Impetigo. Figura 67: Impetigo. Larva Migrans Figura 68: Larva migrans. Figura 69: Larva migrans. Leishmaniose Tegumentar Americana Figura 70: Leishmaniose cutânea mucosa com cicatriz no antebraço. Figura 71: Leishmaniose com úlcera com ......

Ver Índice

30/05/2010

Revisões

Doenças exantemáticas na infância

... Precauções: precauções respiratórias por 7 dias do início do exantema; crianças com rubéola congênita devem ser consideradas potencialmente infectantes desde o nascimento até 1 ano. 9. Medidas de controle: vacinação rotineira; vacinação de bloqueio (vacina de contactantes). ESCARLATINA 1. Agente etiológico: Streptococcus beta-hemolítico do grupo A de Lancefield. O quadro deve-se......

Ver Índice

12/08/2009

Biblioteca Livre

Bibliografia Consultada

...Saúde. Manual de procedimentos para atendimento ao paciente de hanseníase. Brasília: MS; 1998. Ministério da Saúde. Manual de vigilância epidemiológica e imunizações: normas e instruções. Brasília: Ministério da Saúde; 1977. Ministério da Saúde. Manual do investigador para a erradicação da transmissão da poliomielite no Brasil. Brasília: MS; 1988. Ministério da Saúde. Manual técnico para o cont......

Ver Índice

31/05/2009

Biblioteca Livre

Rubéola

...INIÇÃO DE CASO DA RUBÉOLA Rubéola pós-natal. Suspeito Toda pessoa com febre, exantema máculopapular e linfoadenopatia retroauricular, occipital e cervical, que o profissional de saúde suspeite do diagnóstico de rubéola, independentemente da situação vacinal. Confirmado Por um dos seguintes critérios: 1) indivíduo com exame laboratorial positivo para IgM; 2) vínculo epidemiológico a caso......

Ver Índice

Página:  de 5

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A

Cnpj: 11.012.848/0001-57

info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal

×
×

Em função da pandemia do Coronavírus informamos que não estaremos prestando atendimento telefônico temporariamente. Permanecemos com suporte aos nossos inscritos através do e-mail info@medicinanet.com.br.