FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Rubeola Congenita" obteve 43 resultados.

Página:  de 5

31/05/2009

Biblioteca Livre

Rubéola Congênita

...ISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Políticas de Saúde Departamento de Atenção Básica Área Técnica de Dermatologia Sanitária BRASÍLIA / DF – 2002 Rubéola Congênita CID-10: A33.0 DESCRIÇÃO DA RUBÉOLA CONGÊNITA A Síndrome da Rubéola Congênita (SRC) geralmente é grave e pode acometer 40 a 60% dos recém-nascidos (RN) cujas mães foram infectadas durante os dois primeiros meses de gestação; 30 ......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

...eitos adversos da vacina. Investigação Epidemiológica · Objetivos – Obter informações detalhadas e uniformes para todos os casos suspeitos de Rubéola, com o preenchimento da ficha de investigação epidemiológica; visitar imediatamente o domicilio para coleta de sangue e complementação dos dados da ficha; identificar outros possíveis casos suspeitos, realizando extensa busca ativa; aprazar ......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

...ndo o grupo de 6 meses a 39 anos de idade, seletivamente. Atentar que, para crianças vacinadas entre os 6 a 11 meses, essa dose não deve ser considerada para rotina; nesses casos, deve-se reprogramar a vacinação a partir dos 12 meses de idade. · Via de administração - A vacina tríplice viral é administrada por via subcutânea, de preferencia na face externa da parte superior do braço (região d......

Ver Índice

12/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Síndrome da Rubéola Congênita

...GE. VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA Objetivos Conhecer a magnitude da SRC como problema de saúde pública, notificar e investigar todos os casos suspeitos de SRC, avaliar o impacto das estratégias de vacinação e divulgar informações para os profissionais e serviços de saúde. Definição de Caso Suspeito Todo recém-nascido cuja mãe foi caso suspeito ou confirmado de rubéola ou contato de caso co......

Ver Índice

11/11/2015

Biblioteca Livre

V

...tada, trombose mural seguido de enfarte do miocárdio e hemoglobinúria paroxística noturna. t RNI de 3,5 para trombose venosa profunda e embolismo pulmonar recorrente (em pacientes em uso de varfarina com RNI acima de 2). t Para valvas cardíacas mecânicas, a RNI recomendada depende do tipo e localização da valva. Geralmente, RNI de 3 é recomendada para valvas aórticas mecânicas, e 3,5 para valvas......

Ver Índice

08/03/2012

Revisões Internacionais

Sarampo, caxumba, rubéola, parvovírus, poxvírus – Martin S. Hirsch, MD

... outros fatores e condições (p. ex., sarcoidose, tumores, alcoolismo, efeitos colaterais farmacológicos e outras infecções por bactérias e vírus) devem ser considerados. Em indivíduos sem parotidite que apresentam orquite, meningite asséptica, encefalite ou outras síndromes obscuras (p. ex., miocardite ou pancreatite), a possibilidade de caxumba também deve ser considerada [ver Complicações, adian......

Ver Índice

01/06/2009

Biblioteca Livre

Documentação Fotográfica

...via de Oliveira Carneiro. LESÕES ELEMENTARES Figura 1: Acromia. Figura 2: Hipocromia. Figura 3: Hipercromia. Figura 4: Eritema. Figura 5: Pápulas. Figura 6: Nódulo. Figura 7: Verrucosidade. Figura 8: Vegetação. Figura 9: Vesículas. Figura 10: Bolhas. Figura 11: Pústula. Figura 12: Escama. ......

Ver Índice

30/05/2010

Revisões

Doenças exantemáticas na infância

...m sarampo e suas complicações; pacientes maiores de 6 meses com imunodepressão ou evidência de deficiência de vitamina A, alterações de absorção intestinal e desnutrição moderada a grave. 8. Precauções: isolamento respiratório durante os primeiros 4 dias após início do exantema e durante toda a doença em imunodeprimidos. 9. Medidas de controle: no plano coletivo, uma alta cobertura vac......

Ver Índice

12/08/2009

Biblioteca Livre

Bibliografia Consultada

...e S. Guidelines for the control of leptospirosis. Geneva: WHO; 1982. Publication Offset nº 67. Fenner F, Henderson DA et al. Smallpox and its eradication. Geneva: WHO; 1988. Ferreira AW. Imunodiagnóstico de la malária. In: Organización PanAmericana de la Salud. Diagnóstico de malária. Washington: OPS, 1988. p. 512. Fischman A. Vigilância epidemiológica. In: Rouquayrol MZ. Epidemiologia e saúde.......

Ver Índice

31/05/2009

Biblioteca Livre

Rubéola

...dias após. DIAGNÓSTICO DA RUBÉOLA É clínico, laboratorial e epidemiológico. Leucopenia é um achado freqüente. O diagnóstico sorológico pode ser realizado através da detecção de anticorpos IgM específicos para rubéola, desde o início até o 28º dia após o exantema. A sua presença indica infecção recente. A detecção de anticorpos IgG ocorre, geralmente, após o desaparecimento do exantema, alcanç......

Ver Índice

Página:  de 5

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A

Cnpj: 11.012.848/0001-57

info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal

×
×

Em função da pandemia do Coronavírus informamos que não estaremos prestando atendimento telefônico temporariamente. Permanecemos com suporte aos nossos inscritos através do e-mail info@medicinanet.com.br.