FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Rubeola Congenita" obteve 43 resultados.

Página:  de 5

31/05/2009

Biblioteca Livre

Rubéola Congênita

...enomegalia, osteopatia radiolúcida. É possível a ocorrência de formas leves, com surdez parcial ou pequenas deficiências cardíacas, que só serão diagnosticadas muitos anos após o nascimento. A infecção é tanto mais grave quanto mais precoce for a contaminação do feto, pois o vírus tem tropismo por tecidos jovens. ETIOLOGIA DA RUBÉOLA CONGÊNITA Vírus RNA, gênero Rubivírus, família Togaviridae.......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

... Investigação Epidemiológica · Objetivos – Obter informações detalhadas e uniformes para todos os casos suspeitos de Rubéola, com o preenchimento da ficha de investigação epidemiológica; visitar imediatamente o domicilio para coleta de sangue e complementação dos dados da ficha; identificar outros possíveis casos suspeitos, realizando extensa busca ativa; aprazar e realizar a revisita par......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

...ntomáticos, contato intimo com pacientes imunodeprimidos; vacinação recente com a vacina oral contra a Poliomielite; exposição recente ao Sarampo. - Situações em que se recomenda o adiamento da vacinação – tratamento com imunodepressores (corticoterapia, quimioterapia, radioterapia, etc.). Nessas circunstancias, adiar até 3 meses após a suspensão de seu uso, pela possível inadequação da resp......

Ver Índice

12/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Síndrome da Rubéola Congênita

...ealizar vigilância ativa prospectiva nas maternidades, unidades neonatais e pediátricas, por um período de pelo menos 9 meses após o término do surto. Coleta e Remessa de Material para Exames • Logo após a suspeita de SRC, coletar sangue de todos os casos. • É da responsabilidade dos profissionais da vigilância epidemiológica e/ou dos laboratórios centrais ou de referência viabiliz......

Ver Índice

11/11/2015

Biblioteca Livre

V

...ola e caxumba; SRC. t Armazenar o pó para injeção sob refrigeração, entre 2 a 8 oC antes de reconstituição. O diluente pode ser armazenado na mesma temperatura que o pó ou à temperatura ambiente. Após a reconstituição, armazenar em frasco escuro, sob refrigeração e descartar após 8 horas. t Se for usado álcool ou qualquer outro desinfetante para limpar o lugar da injeção, deve-se esperar que o m......

Ver Índice

08/03/2012

Revisões Internacionais

Sarampo, caxumba, rubéola, parvovírus, poxvírus – Martin S. Hirsch, MD

...strados em 1968 para 906 casos, em 1995).16 Apesar do Healthy People 2010 – um conjunto abrangente de objetivos relacionados à saúde – ter sido criado sob os auspícios do United States Department of Health and Human Services com o objetivo de promover a erradicação da caxumba nos Estados Unidos em 2010,17 os surtos ocorridos recentemente tornaram esses esforços duvidosos. Patogênese O vírus d......

Ver Índice

01/06/2009

Biblioteca Livre

Documentação Fotográfica

...lis congênita: dentes de Hutchinson. Figura 93: Sífilis palmo-plantar. Figura 94: Sífilis congênita. Figura 95: Sífilis congênita. Tinha do Pé Figura 96: Tinha do pé. Tinha do Corpo Figura 97: Tinha do corpo. Tuberculose Cutânea Figura 98: Tuberculose cutânea: PPD com ulceração e gomas no pescoço. Figura 99: Tuberculose coliquativa......

Ver Índice

30/05/2010

Revisões

Doenças exantemáticas na infância

...ntiagregante plaquetária. Figura 7: Doença de Kawasaki RICKETISIOSES Agente etiológico: Rickettsia akari (ricketsiose vesicular); Rickettsia australis (tifo do carrapato de Queensland); Rickettsia conorii (febre botonosa); Rickettsia ricketsii (febre macular ou febre maculosa das Montanhas Rochosas); Rickettsia sibirica (febre do carrapato); Rickettsia prowazekii (tifo epidêmico); Rickett......

Ver Índice

12/08/2009

Biblioteca Livre

Bibliografia Consultada

...s. Disponível em: www.datasus.gov.br. Diniz EMA, Ramos JLA, Vaz FA. Rubéola congênita. In: Infecções congênitas e perinatais. São Paulo: Atheneu; 1991. Doll R, Peto R. The causes of cancer. Oxford: University Press; 1981. Duchin JS, Koster FT, Peters CJ et al. Hantavirus pulmonary syndrome a clinical description of 17 patientes with a newly recognized disease. New Engl J Med 1994; 330(4):994-99......

Ver Índice

31/05/2009

Biblioteca Livre

Rubéola

...ogaviridae. RESERVATÓRIO O homem. MODO DE TRANSMISSÃO DA RUBÉOLA Direto, através do contato com secreções nasofaríngeas de pessoas infectadas. PERÍODO DE INCUBAÇÃO De 14 a 21 dias, com duração média de 17 dias, podendo variar de 12 a 23 dias. PERÍODO DE TRANSMISSIBILIDADE DA RUBÉOLA De 5 a 7 dias antes do início do exantema e de 5 a 7 dias após. DIAGNÓSTICO DA RUBÉOLA É c......

Ver Índice

Página:  de 5

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal

×
×

Em função da pandemia do Coronavírus informamos que não estaremos prestando atendimento telefônico temporariamente. Permanecemos com suporte aos nossos inscritos através do e-mail info@medicinanet.com.br.