FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Bariticinibe comparado a placebo ou Adalimumabe em Artrite Reumatóide

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado pela Disciplina de Emergências Clínicas Faculdade de Medicina da USP; Médico e Especialista em Clínica Médica pelo HC-FMUSP; Diretor Científico do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP); Membro da Academia Brasileira de Medicina Hospitalar (ABMH); Assessor da Diretoria Médica do Hospital Samaritano de São Paulo.

Última revisão: 04/07/2017

Comentários de assinantes: 0

Contexto Clínico

 

O baricitinib é um inibidor oral reversível das quinases de Janus JAK1 e JAK2, que podem ter valor terapêutico em doentes com artrite reumatoide (AR). Porém, ensaios clínicos utilizando essa medicação, em comparação a placebo ou outros tratamentos, são necessários para determinar seu papel real no tratamento da AR.

O Estudo

 

Este é um ensaio clínico, duplo-cego, realizado ao longo de 52 semanas, já em fase 3, controlado com placebo, no qual 1.307 doentes com artrite reumatoide ativa que estavam recebendo terapia de base com metotrexato foram designados, de forma aleatória, para um dos três regimes estabelecidos: placebo (com mudança para baricitinib após 24 semanas); 4mg de baricitinib, 1x/dia; 40mg/semana de adalimumabe (um anticorpo monoclonal antifator de necrose tumoral a).

As medidas de desfecho avaliadas incluíram melhora de 20% de acordo com os critérios do American College of Rheumatology (resposta primária ACR20), o escore de atividade da doença para 28 articulações (DAS28), Health Assessment Questionnaire Disability Index, e Índice de Atividade da Doença Simplificada na semana 12, bem como a progressão radiográfica do dano articular medida pela alteração de van der Heijde da pontuação total de Sharp (mTSS) ? intervalo de 0 a 448, com valores superiores demonstrando maior dano articular ? na semana 24.

Mais doentes tiveram uma resposta pelo ACR20 na semana 12 com baricitinib do que com placebo (70% versus 40%, P <0,001). Todos os principais objetivos secundários foram atingidos, incluindo a inibição da progressão radiográfica da lesão articular, de acordo com o mTSS na semana 24 com o baricitinib versus placebo (média de mudança de linha de base, 0,41 versus 0,90, P <0,001) e um aumento da taxa de resposta pelo ACR20 na semana 12 com baricitinib versus adalimumabe (70% versus 61%, P = 0,014).

Os eventos adversos, incluindo infecções, foram mais frequentes durante a semana 24 com baricitinib e adalimumabe do que com placebo. Foram notificados cânceres em cinco pacientes (dois que receberam baricitinib e três que receberam placebo). O baricitinib foi associado a reduções na contagem de neutrófilos e aumentos nos níveis de creatinina e colesterol lipoproteína de baixa densidade (LDL-C).

 

Aplicação Prática

 

A conclusão deste estudo é que, em pacientes com artrite reumatoide que tinham uma resposta inadequada ao metotrexato, o baricitinib esteve associado a melhorias clínicas significativas em comparação com placebo e adalimumabe. Entretanto, é preciso esclarecer que a medicação esteve associada a neutropenia, elevação de creatinina e colesterol LDL. Isso deve ser levado em conta na decisão terapêutica compartilhada com o paciente.

 

Bibliografia

 

Taylor PC et al. Baricitinib versus Placebo or Adalimumab in Rheumatoid Arthritis. N Engl J Med 2017; 376:652-662.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal