FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

6 Febre

Última revisão: 02/09/2009

Comentários de assinantes: 0

Reproduzido de:

Manual de Condutas Básicas na Doença Falciforme [Link Livre para o Documento Original]

Série A. Normas e Manuais Técnicos

MINISTÉRIO DA SAÚDE

Secretaria de Atenção à Saúde

Departamento de Atenção Especializada

Coordenação da Política Nacional de Sangue e Hemoderivados

Brasília / DF – 2006

 

6 Febre

As infecções constituem a principal causa de morte nos pacientes com doença falciforme. O risco de septicemia e/ou meningite por Streptococcus pneumoniae ou Haemophilus influenzae chega a ser 600 vezes maior que nas outras crianças. Estas infecções podem provocar a morte destas crianças em poucas horas.

Pneumonias, infecções renais e osteomielites também ocorrem com freqüência maior em crianças e adultos com doença falciforme. Os episódios de febre devem, portanto, ser encarados como situações de risco, nas quais os procedimentos diagnósticos devem ser aprofundados e a terapia deve ser imediata.

 

6.1 PROTOCOLO DE FEBRE PARA PACIENTES < 5 ANOS DE IDADE

           1 –     Durante o exame físico, procurar sinais de:

 

F desconforto respiratório;

F meningite;

F sepse;

F esplenomegalia;

F icterícia;

F dor óssea localizada;

F dor;

F acidente vascular cerebral.

 

Os achados deste exame físico deverão ser comparados àqueles em estado estável.

 

           2 –     Realizar os seguintes exames:

 

F hemograma com contagem de reticulócitos;

F hemocultura;

F RX de tórax;

F urinocultura;

F sorologia para Mycoplasma pneumoniae – ou crioaglutininas (opcional);

F coprocultura – se diarréia presente;

F punção lombar: realizar em todos os pacientes com menos de 1 ano de idade e nos pacientes com sinais mínimos sugestivos de meningite;

F RX de esqueleto com cintigrafia se possível em todos os pacientes com dor óssea localizada e febre alta. Avaliar aspiração do local para cultura com a Ortopedia.

F Ultra-sonografia abdominal em casos com dor abdominal intensa.

 

           3 –     Todos os pacientes com menos de 3 anos de idade e com temperatura superior a 38,3°C devem ser admitidos ao hospital. Todos os pacientes não hospitalizados deverão ser cuidadosamente seguidos diariamente.

 

           4 –     Se a meningite não for suspeita, ou foi descartada, iniciar antibioticoterapia para cobrir S. pneumoniae e H. influenzae com cefuroxima 60 mg/kg/dia ou amoxicilina com clavulanato. Iniciar o antibiótico já na sala de emergência.

 

           5 –     Se foi confirmada ou existe suspeita forte de osteomielite fazer esquema de cobertura para Stafilococcus aureus e Salmonella sp. Com Cefuroxime na dose de 150 mg/kg/dia. Caso não esteja disponível a Cefuroxime, usar a Ceftriaxone e Oxacilina.

 

           6 –     Se na avaliação da febre não for detectada nenhuma etiologia, os antibióticos são mantidos por 72 horas com as hemoculturas negativas.

 

           7 –     Os pacientes poderão receber alta após 72 horas com antibiótico oral se afebris, sem toxemia e com nível de Hb segura. Durante a hospitalização realizar hemograma com contagem de reticulócitos no mínimo a cada dois dias.

 

           8 –     Todos os pacientes deverão ser revistos dentro de uma semana após a alta.

 

           9 –     Os pacientes esplenectomizados devem ser tratados de acordo com este protocolo independente de sua idade e estado vacinal.

 

SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS DO DOCUMENTO

Consta no documento:

“Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e que não seja para venda ou qualquer fim comercial.”

O objetivo do site MedicinaNet e seus editores é divulgar este importante documento. Esta reprodução permanecerá aberta para não assinantes indefinidamente.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal