FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Bevacizumabe

Bevacizumabe

(Injetável) (substância ativa)

Referência: AVASTIN (Roche)

Genérico: não

 

Uso injetável

Injetável (solução) 100 mg/4 mL: AVASTIN

Injetável (solução) 400 mg/16 mL: AVASTIN

 

Armazenagem antes de aberto

Temperatura ambiente (15-30°C).

Não Congelar. Não agitar.

Aparência da solução: incolor a castanho claro

 

O que é

antineoplásico [anticorpo monoclonal; DNA recombinante (origem)].

 

Para que serve

câncer de cólon; câncer de reto (tratamento) (em combinação com quimioterapia com 5-fluorouracila (indicado para tratamento de primeira linha em pacientes com câncer metastático do cólon ou reto); câncer de pulmão de células não pequenas e não escamosas (avançado/metastático) (primeira linha de tratamento em combinação com paclitaxel e carboplatina).

 

Como age

impede a interação do VEGF (fator de crescimento do endotélio vascular) com receptores na superfície das células endoteliais, impedindo assim a proliferação de células endoteliais e a formação de novos vasos sanguíneos.

 

Como se usa

Uso injetável – Preparação

Atenção: não administrar por injeção intravenosa direta.

Bevacizumabe (solução) 100 mg/4 mL – Infusão intravenosa

Diluição

Diluente: Cloreto de Sódio 0,9%.

Volume: 100 mL.

Estabilidade após diluição com Cloreto de Sódio 0,9% Refrigeração (2 - 8°C): 24 horas.

Atenção: não utilizar soluções de Glicose para diluição do Bevacizumabe.

Tempo de infusão: 90 minutos; se bem tolerado, pode diminuir para 60 minutos e depois para 30 minutos.

Bevacizumabe (solução) 400 mg/16 mL – Infusão intravenosa

Diluição

Diluente: Cloreto de Sódio 0,9%.

Volume: 100 mL.

Estabilidade após diluição com Cloreto de Sódio 0,9% Refrigeração (2 - 8°C): 24 h.

Atenção: não utilizar soluções de Glicose para diluição do Bevacizumabe.

Tempo de infusão: 90 minutos; se bem tolerado, pode diminuir para 60 minutos e depois para 30 minutos.

Uso injetável – Doses

• doses em termos de Bevacizumabe.

Adultos

carcinoma colo-retal: 5 mg por kg de peso, durante 90 minutos, cada 14 dias. Doses subsequentes podem ser infundidas por 60 e 30 minutos se bem toleradas.

câncer de pulmão (células não pequenas e não escamosas) (avançado/metastático) (primeira linha de tratamento em combinação com paclitaxel e carboplatina): infusão intravenosa, 15 mg/kg de peso em combinação com paclitaxel e carboplatina, cada um administrado a cada 3 semanas.

Crianças e adolescentes: segurança e eficácia não estabelecidas até os 18 anos de idade.

Idosos: ver dose de adultos.

 

Cuidados especiais

Risco na gravidez

C

 

Amamentação

Não amamentar (durante a quimioterapia e por período prolongado após o uso de Bevacizumabe, devido aos riscos potenciais à criança).

 

Avaliar riscos x Benefícios:

insuficiência cardíaca congestiva; perfuração gastrintestinal; complicação em cicatrizações de ferimentos (pode resultar em desenvolvimento de perfuração gastrintestinal); hemoptise ou hemorragia (aumento do risco); dano hepático; dano renal; hipertensão grave; crise hipertensiva; síndrome nefrótica; evento tromboembólico (incluindo: angina, infarto cerebral, infarto do miocárdio, ataque isquêmico transitório).

 

Reações mais comuns (sem incidência definida):

Sistema nervoso central: fraqueza, tontura, dor de cabeça.

Cardiovascular: trombose intra-abdominal, pressão alta.

Nasofaringe: sangramento nasal.

Gastrintestinal: falta de apetite, constipação, diarreia, má digestão, gases, inflamação na boca, vômito.

Metabólico: diminuição do potássio no sangue, perda de peso.

Musculoesquelético: dor muscular.

Respiratório: escarro com sangue, dificuldade para respirar, infecção do trato respiratório superior.

Dermatológico: perda de cabelos, alergia na pele, alteração da coloração, pele seca, inflamação na pele.

 

Atenção com outros produtos. O bevacizumabe:

•pode aumentar o risco de eventos adversos como anemia hemolítica microangiopática com: sunitiniba.

•pode aumentar o risco de insuficiência cardíaca congestiva com: antraciclina (daunorrubicina; doxorrubicina; idarrubicina).

•pode aumentar o risco de perfuração gastrintestinal com: erlotiniba.

 

Outras considerações importantes:

•cuidados especiais devem ser tomados em pacientes que desenvolveram trombocitopenia (diminuição das plaquetas no sangue).

•pacientes que desenvolveram leucopenia (diminuição dos leucócitos no sangue) devem ser acompanhados para checar eventual infecção.

•checar: pressão arterial frequentemente; exame de urina (para acompanhar proteínas na urina).

 

 

REMÉDIOS COM BEVACIZUMABE EM SUA COMPOSIÇÃO

Avastin

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal