Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Claritromicina

CLARITROMICINA (ORAL; INJETÁVEL) (nome genérico) (substância ativa)

 

Referência

KLARICID (Abbott); KLARICID UD (Abbott); KLARITRIL (Pharlab)

 

Genérico

Apresentações assinaladas com G

 

Similar

CLABIOSIN (Biofarma); CLARINEO (Neo Química); CLARITRON (Aspen Pharma); KLAROXIL (Biochimico)

 

Uso oral

Comprimido 250 mg

CLABIOSIN; CLARINEO; G

 

Comprimido 500 mg

KLARITRIL; G

 

Suspensão pediátrica 125 mg/5 mL

KLARICID; G

 

Suspensão pediátrica 250 mg/5 mL

KLARICID; G

 

Comprimido de liberação prolongada 500 mg

KLARICD UD

 

Uso injetável

Injetável (pó) 500 mg

KLARICID IV; CLARITROMICINA Genérico (ABL); G

 

Armazenagem antes de aberto

Temperatura ambiente (15-30°C).

Proteção à luz: sim, necessária.

Proteger da umidade.

Aparência do pó seco: cristalino branco a branco-acinzentado.

 

O que é

Antibacteriano [macrolídeo; azalídeo;].

 

Para que serve

Amigdalite; faringite; infecção das vias aéreas superiores; infecção das vias aéreas inferiores; infecção da pele e dos tecidos moles; infecção orofacial (por anaeróbicos); infecção orofacial (por cocos Gram positivos); pneumonia; sinusite.

 

Como age

Atua nos ribossomos das bactérias inibindo a síntese de proteínas. Absorção: gastrintestinal boa (alimentos praticamente não interferem). Biotransformação: no fígado. Eliminação - urina: 20 a 30% como droga inalterada; fezes: 4%.

 

Como se usa

USO ORAL – DOSES

     doses em termos de CLARITROMICINA.

     com ou sem alimento.

 

ADULTOS

     faringite; amigdalite: 250 mg cada 12 horas, durante 10 dias.

     sinusite maxilar aguda: 500 mg cada 12 horas, durante 14 dias.

     pneumonia; infecção não complicada da pele: 250 mg cada 12 horas, durante 7 a 14 dias.

     infecção orofacial (cocos Gram positivos); infecção orofacial (anaeróbicos): 250 a 500 mg cada 12 horas, durante 7 dias.

 

CRIANÇAS

     7,5 mg por kg de peso corporal, 2 vezes por dia (até um máximo de 500 mg, 2 vezes por dia) (durante no máximo de 14 dias).

 

 

USO INJETÁVEL

 

CLARITROMICINA (pó) 500 mg - INFUSÃO INTRAVENOSA

Reconstituição

     Diluente: apenas Água Estéril para injeção.

     Volume: 10 mL. Agitar vigorosamente até completa dissolução.

     Aparência da solução reconstituída: incolor

     Atenção: não usar Cloreto de Sódio para reconstituição da CLARITROMICINA (colocado diretamente dentro do frasco) porque ocorre precipitação perolada do produto. O Cloreto de Sódio 0.9% é usado apenas para diluição (ver abaixo).

     Estabilidade após reconstituição com Água estéril para Injeção: temperatura ambiente (15 - 30°C): 6 h; refrigeração (2-8°C): 48 h.

 

Diluição

     Diluente: Cloreto de Sódio 0,9% ou Glicose 5%.

     Volume: pelo menos 250 mL.

     Aparência da solução diluída: incolor

     Estabilidade após diluição com Cloreto de Sódio 0,9%: temperatura ambiente (15 - 30°C): 6 h; refrigeração (2-8°C): 48 h.

     Estabilidade após diluição com Glicose 5%: temperatura ambiente (15 - 30°C): 6 h; refrigeração (2-8°C): 48 h.

     Tempo de infusão: pelo menos 60 minutos.

 

USO INJETÁVEL - DOSES

     doses em termos de CLARITROMICINA.

 

ADULTOS

     500 mg a cada 12 horas.

 

IDOSOS

     mesma dose de adultos.

 

PACIENTE COM DIMINUIÇÃO DA FUNÇÃO DOS RINS

     para um clearance de creatinina menor do que 30 mL/min, a dose deve ser reduzida à metade.

 

PACIENTE GRAVE

     restringir o uso intravenoso para apenas 2-5 dias, transferindo para a forma oral assim que possível.

 

CRIANÇAS COM MENOS DE 12 ANOS DE IDADE

     não está indicada na forma injetável.

 

Cuidados especiais

Risco na gravidez

Classe C.

 

Amamentação

Eliminado no leite; não amamentar.

 

Não usar o produto

Alergia a macrolídeo (eritromicina, lincomicina; clindamicina); paciente utilizando astemizol, terfenadina, pimozida, cisaprida ou alcaloide do ergot.

 

Avaliar riscos x benefícios

Criança menor de 12 anos; diminuição da função hepática; diminuição da função renal grave associada ou não a diminuição da função hepática (redução da dose ou aumento do intervalo entre elas é necessário); prolongamento do intervalo QT ou em condições pró-arritmicas; histórico de doença gastrintestinal, particularmente colite (pode ocorrer colite pseudomembranosa).

 

Reações mais comuns

Uso oral (ocorrem em pelo menos 10% dos pacientes)

GASTRINTESTINAL: diarreia.

 

Uso injetável (sem incidência definida)

GASTRINTESTINAL: alteração do paladar.

LOCAL DA INJEÇÃO: inflamação, sensibilidade, flebite e dor no local da injeção.

 

Atenção ao utilizar outros produtos

A CLARITROMICINA:

 

Uso oral

     pode aumentar a concentração de: carbamazepina; teofilina; digoxina; alprazolam; midazolam; triazolam; ciclosporina; inibidor da HMG-CoA redutase; sildenafila.

     pode aumentar a ação de: varfarina.

     pode aumentar o risco de reações tóxicas de: diidroergotamina; ergotamina.

     pode ter sua concentração aumentada por: fluconazol; ritonavir.

     pode diminuir a ação de: zidovudina.

     pode ter sua ação diminuída por: rifabutina; rifampicina.

     pode provocar arritmias graves com: cisaprida; pimozida; terfenadina.

     pode ter efeitos aditivos com: medicamento que prolonga o intervalo QT (amiodarona, antipsicótico, disopiramida, fluorquinolona, procainamida, quinidina, sotalol, antidepressivo tricíclico).

 

Uso injetável

     pode aumentar a concentração de: medicamento metabolizado por CYP3A (anticoagulante oral, alcaloide do ergot, alprazolam, astemizol, carbamazepina, cilostazol, cisaprida, metilprednisolona, omeprazol, pimozida, quinidina, sildenafila, sinvastatina, terfenadina, vimblastina, triazolam, tacrolimo, lovastatina, disopiramida, midazolam, ciclosporina e rifabutina); fenitoína; teofilina; valproato.

     pode provocar rabdomiólise (ver Apêndice) com: inibidor de HMG-CoA (lovastatina, sinvastatina).

REMÉDIOS COM CLARITROMICINA EM SUA COMPOSIÇÃO

Anzopac
Clabiosin
Clamicin
Claritron
Cozib
Erradic
Helicocid
Helicopac
Klaricid iv
Klaritril Compr
Klaritril Susp
Lagur
Lagur ud
Losorpak
Miraxid
Pyloritrat

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal