FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Parte ii – Doencas Infecciosas de Interesse Para a Saude Publica" obteve 132 resultados.

Página:  de 14

05/01/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Sistemas de Informações

...tendimento, autorizações de internação, relatórios, etc.). A transformação desses dados (valor quantitativo obtido para caracterizar um fato ou circunstância) em informações (dado analisado) pode ser feita em todos os níveis do sistema de saúde. Para isso, faz-se necessário organizá-los em tabelas e gráficos, que, dependendo do grau de complexidade das análises, podem ser realizados por todos os p......

Ver Índice

05/01/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Sistemas de Informações

...biental auxiliando a gestão, sendo gerido pela Secretaria de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental, do Ministério do Meio Ambiente, com três eixos estruturantes: o desenvolvimento de ferramentas de acesso à informação, baseadas em programas computacionais livres; a sistematização de estatísticas; e elaboração de indicadores ambientais. Além das informações decorrentes dos sistemas descr......

Ver Índice

30/01/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Febre Amarela

...nquanto o Aedes aegypti encontrava-se erradicado, havia uma relativa segurança quanto a não possibilidade de reurbanização do vírus amarílico. Entretanto, a reinfestação de extensas áreas do território brasileiro por esse vetor, inclusive já presente em muitos dos centros urbanos das áreas de risco, traz a possibilidade de reestabelecimento (embora remota) do ciclo urbano do vírus. VIGILÂNCIA ......

Ver Índice

30/01/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Febre Amarela

...ional ou internacional). Definição de Caso Suspeito 1 Individuo com quadro febril agudo (ate 7 dias), acompanhado de icterícia e/ou manifestações hemorrágicas, não vacinado contra Febre Amarela ou com estado vacinal ignorado. Suspeito 2 Individuo com quadro febril agudo (ate 7 dias), residente ou que esteve em área com transmissão viral (ocorrência de casos humanos, epizootias ou de iso......

Ver Índice

26/09/2013

Hospitalar

Capítulo 2 – Desenho e avaliação de programas

...sociada ao uso de ventiladores. 2. Se, no entender da área de controle de infecções, a taxa de pneumonia for considerada significativa, a área de controle de infecções e outros departamentos avaliam os procedimentos, as políticas e as práticas. 3. A área de controle de infecções e o gerente de serviços pulmonares apresentam relatórios com os resultados das avaliações. 4. Os fatores ......

Ver Índice

05/01/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Estrutura para Respostas às Emergências em Saúde Pública

... de saúde do SUS, por meio de e-mail institucional, telefone de acesso gratuito, ou diretamente na web (página do MS/SVS). Fontes não oficiais também são acessadas e analisadas, quais sejam: informações publicadas nos principais meios de comunicação, Promed, sites de organismos de saúde nacionais e internacionais, notificações oriundas da população (rumores), dentre outras. No período de março de......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

tracoma

...ntiva tarsal, que cobre a pálpebra superior. Essa inflamação crônica resulta em cicatrizes que evoluem para deformidades palpebrais e dos cílios (entrópio e triquíase) que, por sua vez, determinam a abrasão crônica da córnea com diminuição progressiva da visão. Caso não sejam tratadas, evoluem ate a cegueira. As infecções bacterianas secundárias são frequentes e as secreções que se formam contribu......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

tracoma

...ermite avaliar a situação epidemiológica, evolução e impacto das ações de controle. Definição de Caso · Suspeito - Todo paciente com historia de conjuntivite prolongada ou que referir sintomatologia ocular de longa duração (ardor, prurido, sensação de corpo estranho, fotofobia, lacrimejamento e secreção ocular), especialmente na faixa etária de 1 a 10 anos. · Confirmado - Qualquer pa......

Ver Índice

30/01/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

herpes simples

...sso através de escoriações na pele ou contato direto com a cérvice uterina, uretra, orofaringe ou conjuntiva. A transmissão assintomatica também pode ocorrer, sendo mais comum nos primeiros 3 meses após a doença primária, quando o agente etiológico é o HSV-2, e na ausência de anticorpos contra o HSV-1. Período de Incubação De 1 a 26 dias; em média, 8 dias após o contato. Em vários casos, o pe......

Ver Índice

30/01/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

herpes simples

...causar encefalite. Sinonímia Herpesvírus tipos 1 e 2. Agente Etiológico Os Herpes Simplex Vírus (HSV), tipos 1 e 2, pertencem à família Herpesviridae, da qual fazem parte o Citomegalovírus (CMV), o Varicela Zoster Vírus (VZV), o Epstein-Barr Vírus (EBV), o Herpesvírus humano 6 (HHV-6) e o Herpesvírus humano 8 (HHV 8). Embora os HSV 1 e 2 possam provocar lesões em qualquer parte do corpo,......

Ver Índice

Página:  de 14

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal