FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Uso de Albumina em Cirróticos Hospitalizados

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado pela Disciplina de Emergências Clínicas Faculdade de Medicina da USP; Médico e Especialista em Clínica Médica pelo HC-FMUSP; Diretor Científico do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP); Membro da Academia Brasileira de Medicina Hospitalar (ABMH); Assessor da Diretoria Médica do Hospital Samaritano de São Paulo.

Última revisão: 22/06/2021

Comentários de assinantes: 0

Contexto Clínico

 

Estudos pré-clínicos sugerem que aalbumina possa ter um papel anti-inflamatório, e, como infecções e o aumento dainflamação sistêmica causam disfunção orgânica e morte em pacientes com cirrosedescompensada, seu uso poderia ser uma solução nesses casos. No entanto, faltamensaios clínicos confirmatórios em grande escala.

 

O Estudo

 

Apresentamosum ensaio clínico randomizado, multicêntrico, abertoe de grupo paralelo envolvendo pacientes hospitalizados com cirrosedescompensada que tinham nível de albumina sérica menor que 3 g/dL no momentoda inscrição. Os pacientes foram designados aleatoriamente para receber soluçãode albumina humana 20% por até 14 dias ou até a alta, o que ocorresse primeiro,ou tratamento padrão. O tratamento começou dentro de três dias após a admissão.O desfecho primário composto foi nova infecção, disfunção renal ou morte entreos dias 3 e 15 após o início do tratamento.

Foram submetidos à randomização 777pacientes, e o álcool foi relatado como a causa de cirrose na maioria deles.Uma infusão total média de albumina de 200 g (intervalo interquartil, 140 a280) por paciente foi administrada ao grupo de albumina-alvo (aumentando onível de albumina para = 3 g/dL), em comparação com uma mediana de 2 g(intervalo interquartil, 0 a 12) por paciente administrada ao grupo detratamento padrão (diferença média ajustada, 143 g; IC 95%, 127 a 158,2). Aporcentagem de pacientes com um evento de desfecho primário não diferiusignificativamente entre o grupo de albumina-alvo (113 de 380 pacientes[29,7%]) e o grupo de tratamento padrão (120 de 397 pacientes [30,2%]) (oddsratio ajustada, 0,98; IC 95%, 0,71 a 1,33; P = 0,87). Uma análise de tempoaté o evento em que os dados foram censurados no momento da alta ou no dia 15também não mostrou diferença significativa entre os grupos (razão de risco,1,04; IC 95%, 0,81 a 1,35). Eventos adversos graves ou com risco de morte ocorrerammais no grupo da albumina do que no grupo de tratamento padrão.

 

Aplicação Prática

 

Este ensaioclínico nos traz mais do conceito ?menos é mais?, pois,em pacientes hospitalizados com cirrose descompensada, as infusões de albuminapara aumentar o nível de albumina para uma meta de 3 g/dL não trouxerambenefícios clínicos aos pacientes, sugerindo que seu uso apenas eleva custos e,portanto, não deve ser adotado como conduta no perfil de casos estudados.

 

Bibliografia

 

1.            China L et al. A Randomized Trial of AlbuminInfusions in Hospitalized Patients with Cirrhosis. N Engl J Med 2021;384:808-817.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal

×
×

Em função da pandemia do Coronavírus informamos que não estaremos prestando atendimento telefônico temporariamente. Permanecemos com suporte aos nossos inscritos através do e-mail info@medicinanet.com.br.