FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Vacina Tríplice Viral Não Tem Ligação com Autismo

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado em Ciências Médicas pela Faculdade de Medicina da USP.
Supervisor do Pronto-Socorro do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.
Diretor do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente.

Última revisão: 07/08/2015

Comentários de assinantes: 1

Contexto Clínico

Aqueles que defendem a não vacinação de crianças usam como parte de sua argumentação um possível elo que existiria entre a vacina tríplice viral – sarampo, rubéola e catapora (ou MMR: measles-mumps-rubella) e o desenvolvimento de autismo. Nunca houve um dado que comprovasse tal ligação, mas a informação é propagada, levando a menores níveis de vacinação. A seguir veremos um estudo dirigido para responder a essa pergunta de forma objetiva.

 

O Estudo

Este foi um estudo de coorte retrospectivo utilizando um banco de dados de um plano de saúde nos EUA. Os participantes foram as crianças inscritas no plano de saúde desde o nascimento até, pelo menos, cinco anos de idade durante 2001 a 2012, e que também tinham um irmão mais velho continuamente inscritos há pelo menos seis meses, entre 1997 e 2012.

A exposição verificada foi ter recebido a vacina MMR (0, 1, ou 2 doses) entre o nascimento e os cinco anos de idade. Os principais resultados avaliados foram doenças do espectro do autismo (DEA), incluindo a síndrome de Asperger, ou quadros não especificados.

Das 95.727 crianças com irmãos mais velhos incluídas, 994 (1,04%) foram diagnosticados com DEA e 1929 (2,01%) tiveram um irmão mais velho com DEA. Daqueles com os irmãos mais velhos com DEA, 134 (6,9%) tiveram DEA, vs 860 (0,9%) das crianças com irmãos não afetados (P menor que 0,001). As taxas de vacinação MMR (maior ou igual a 1 dose) foram de 84% (n = 78.564) em dois anos de idade e 92% (n = 86.063) com cinco anos de idade para as crianças com irmãos mais velhos não afetados, vs 73% (n = 1.409) em dois anos de idade e 86% (n = 1.660) em idade de cinco anos para crianças com irmãos afetados. A recepção da vacina MMR não foi associada com um risco aumentado de DEA em qualquer idade. Para as crianças com irmãos mais velhos com DEA, em dois anos de idade, o risco ajustado relativo (RR) de DEA para uma dose da vacina MMR vs nenhuma vacina foi de 0,76 (IC95%: 0,49-1,18; P = 0,22), e na idade cinco anos, o RR de DEA para duas doses em comparação com nenhuma vacina foi de 0,56 (IC95%: 0,31-1,01; P = 0,052). Para crianças cujos irmãos mais velhos não tinham DEA, em dois anos de idade, o RR ajustado para DEA para uma dose foi de 0,91 (IC95%: 0,67-1,20; P = 0,50) e aos cinco anos, o RR para DEA para duas doses foi de 1,12 (IC95%: 0,78-1,59; P = 0,55).

 

Aplicações Práticas

 Neste grande estudo observacional com quase 100 mil crianças fica claro que o recebimento da vacina MMR não foi associado com um risco aumentado de doenças do espectro do autismo, independentemente dos irmãos mais velhos terem DEA. Estes resultados indicam que não há nenhuma associação prejudicial entre a recepção da vacina MMR e DEA mesmo entre as crianças já em maior risco de DEA por conta dos irmãos mais velhos. Portanto, está bem demonstrado que não deve haver medo de autismo e condições correlatas por conta da vacina MMR.

 

Bibliografia

Jain A et al. Autism occurrence by MMR vaccine status among US children with older siblings with and without autism. JAMA 2015 Apr 21; 313:1534. (http://dx.doi.org/10.1001/jama.2015.3077)

Comentários

Por: joão francisco tussolini em 02/08/2015 às 13:31:12

"Muito bom, esse artigo irá reforçar a defesa que temos feito sobre a necessidade de vacinar as crianças. Parabéns Tussolini"

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal