FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Levotiroxina para Idosos com Hipotireoidismo Subclínico

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado pela Disciplina de Emergências Clínicas Faculdade de Medicina da USP; Médico e Especialista em Clínica Médica pelo HC-FMUSP; Diretor Científico do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP); Membro da Academia Brasileira de Medicina Hospitalar (ABMH); Assessor da Diretoria Médica do Hospital Samaritano de São Paulo.

Última revisão: 08/12/2017

Comentários de assinantes: 0

Contexto Clínico

 

O uso de levotiroxina para tratar o hipotireoidismo subclínico é controverso. Os pesquisadores deste estudo procuraram avaliar se a medicação forneceria benefícios clínicos em pessoas idosas com essa condição.

 

O Estudo

 

Foi realizado um estudo de grupo paralelo, duplo-cego, randomizado, controlado por placebo, envolvendo 737 adultos que tinham, pelo menos, 65 anos de idade e que tinham hipotireoidismo subclínico persistente (nível de tirotropina, 4,60 a 19,99mUI/L, nível de tiroxina livre dentro do intervalo de referência). Um total de 368 pacientes foi designado para receber levotiroxina (a uma dose inicial de 50µg/dia, ou 25µg se o peso corporal fosse <50kg ou em caso de paciente com doença cardíaca coronária), com ajuste da dose de acordo com o nível de tirotropina; 369 pacientes receberam placebo com ajuste de dose simulada.

Os dois desfechos primários foram as alterações no escore de sintomas de hipotireoidismo e no escore de cansaço em um questionário de qualidade de vida relacionado à tireoide após 1 ano (o intervalo de cada escala é de 0 a 100, com escores mais altos indicando mais sintomas ou cansaço, respectivamente; com diferença mínima, clinicamente importante, de 9 pontos).

A idade média dos pacientes era de 74,4 anos, e 396 deles (53,7%) eram mulheres. O nível de tirotropina médio (± DP) foi de 6,40 ± 2,01mUI/L na linha de base; após 1 ano, esse nível diminuiu para 5,48mUI/L no grupo placebo, em comparação com 3,63mUI/L no grupo levotiroxina (P <0,001), com uma dose mediana de 50µg.

Não foram encontradas diferenças na variação média de 1 ano no escore dos sintomas de hipotireoidismo (0,2 ± 15,3 no grupo placebo e 0,2 ± 14,4 no grupo levotiroxina; diferença entre grupos, 0,0; intervalo de confiança [IC], 95%, -2,0 a 2.1) ou no escore de cansaço (3,2 ± 17,7 e 3,8 ± 18,4, respectivamente; diferença entre grupos, 0,4; IC, 95%, -2,1 a 2,9). Não foram observados efeitos benéficos da levotiroxina nas medidas de resultado secundário.

 

Aplicação Prática

 

Este estudo é importantíssimo para demonstrar a futilidade do uso da levotiroxina em pacientes idosos com hipotireoidismo subclínico. Essa prática não é recomendável - pelo menos, com base nos resultados aqui apresentados.

 

 

Bibliografia

 

Stott DJ et al. Thyroid Hormone Therapy for Older Adults with Subclinical Hypothyroidism. N Engl J Med 2017; 376:2534-2544.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal