FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Icterícia e dispnéia

Autores:

Euclides F. de A. Cavalcanti

Médico Colaborador da Disciplina de Clínica Médica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP

Antonio F. de A. Cavalcanti

Médico Assistente do Instituto de Radiologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP

Última revisão: 11/07/2009

Comentários de assinantes: 0

Quadro Clínico

            Homem de 35 anos, sofreu agressão física há 4 dias, tendo sido encontrado em um terreno baldio. Na admissão do pronto-socorro referiu dores no corpo e apresentava icterícia e urina escurecida. Fez radiografia ao ser admitido - Fig 1 – que foi considerada normal. Foi feito diagnóstico de pancreatite porque a amilase estava sempre alta, apesar de 2 ultra-sons e uma tomografia terem sido normais. O paciente começou a piorar, desenvolveu dispnéia e realizou a segunda radiografia – Fig 2 - , tendo sido levado para a UTI onde faleceu após 4 dias.

 

Radiografias do paciente

 




Ver diagnóstico abaixo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Diagnóstico

            O diagnóstico do paciente foi de leptospirose, que evoluiu em sua forma mais grave, também conhecida como Síndrome de Weill, que cursa com icterícia, insuficiência renal e alterações hemorrágicas. Os achados na segunda radiografia se devem a pneumonite hemorrágica, típica das formas graves da doença.

 

Ver também a revisão de leptospirose

 

 

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal