FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Divertículo em Cólon

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado em Ciências Médicas pela Faculdade de Medicina da USP.
Supervisor do Pronto-Socorro do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.
Diretor do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente.

Última revisão: 01/06/2016

Comentários de assinantes: 0

Quadro Clínico

Mulher de 59 anos, portadora de hipertensão arterial sistêmica e hipotireoidismo, com bom controle ambulatorial de suas doenças, pede ao seu médico para conversar sobre risco de câncer de intestino, uma vez que sua mãe teve. A paciente está muito preocupada e você pede uma pesquisa de sangue oculto nas fezes que vem positiva. A seguir, você encaminha a paciente para colonoscopia. O único achado pode ser visto na imagem 1.

 

Imagem 1- Colonoscopia

 

 

Discussão

A paciente apresenta alguns divertículos esparsos pelo trajeto do cólon. Um divertículo é uma saliência sacular da parede do cólon. Os divertículos ocorrem em pontos de fraqueza na parede do intestino, onde os vasos sanguíneos penetram. O desenvolvimento de divertículos é provavelmente multifatorial, envolvendo ambos os aumentos na pressão intraluminal causados por anormalidades na motilidade e anormalidades histológicas na parede do intestino, que diminuem a resistência à tração.

A simples presença de divertículos já caracteriza uma diverticulose intestinal, que pode ser assintomática ou complicada. Já o termo doença diverticular se refere a uma diverticulose intestinal clinicamente significativa, ou seja, sintomática. Os sintomas da doença diverticular podem incluir sangramento, diverticulite ou colite segmentar associada à diverticulose.

A prevalência de diverticulose aumenta com a idade de menos de 20% aos 40 anos, para 60% aos 60 anos. Entre os pacientes com diverticulose, hemorragia ocorre em até 15% dos casos, com o cólon direito sendo a fonte do sangramento diverticular do cólon em 50 a 90% dos pacientes. Aproximadamente 5 a 15% dos pacientes com diverticulose desenvolvem diverticulite.

Existem alguns fatores de risco discutidos na literatura. Um maior consumo de fibras parece estar associado a menor risco de desenvolver doença diverticular sintomática. Ainda quanto aos hábitos alimentares, uma dieta rica em carne vermelha e gordura está associada com um risco aumentado de doença diverticular sintomática. Atividade física parece reduzir o risco de diverticulite e sangramento diverticular. Em contraste, a obesidade e diversos medicamentos (por exemplo, fármacos anti-inflamatórios nãoesteroides, esteroides e opiáceos) estão associados com um risco aumentado de diverticulite e sangramento diverticular. As estatinas podem ser associadas com um risco diminuído de perfuração diverticular.

Os sintomas podem ser explicados por algumas coisas: a fraqueza segmentar da artéria na parede diverticular predispõe à ruptura para o lúmen, o que resulta em um sangramento diverticular. Por outro lado, a causa subjacente de diverticulite é a perfuração micro ou macroscópica do próprio divertículo. A inflamação é frequentemente suave e uma pequena perfuração acaba ficando emparedada por gordura pericólica e pelo mesentério. Isso pode levar a um abscesso localizado ou, se os órgãos adjacentes estão envolvidos, uma fístula ou obstrução. Uma contenção ineficiente do divertículo ou abscesso inflamado resulta em perfuração livre e peritonite.

 

Referências

Painter NS, Burkitt DP. Diverticular disease of the colon, a 20th century problem. Clin Gastroenterol 1975; 4:3.

 

Manousos ON, Truelove SC, Lumsden K. Prevalence of colonic diverticulosis in general population of Oxford area. Br Med J 1967; 3:762.

 

Imbembo AL, Bailey RW. Diverticular disease of the colon. In: Textbook of Surgery, 14th ed, Sabiston DC Jr (Ed), Churchill Livingstone, 1992. p.910.

 

Meyers MA, Alonso DR, Gray GF, Baer JW. Pathogenesis of bleeding colonic diverticulosis. Gastroenterology 1976; 71:577.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal