FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Pimozida

Pimozida (Oral) (substância ativa)

Referência: Orap (Janssen-Cilag)

Genérico: não

 

Uso oral

Comprimido 1 mg: Orap

Comprimido 4 mg: Orap

 

O que é

antipsicótico [difenilbutilpiperidina (derivado)].

 

Para que serve

tratamento de manutenção em: esquizofrenia crônica (sem sintomas de agitação, excitação e hiperatividade); síndrome de Tourette (supressão dos tics motores e vocais, em pacientes que não se deram bem com o haloperidol).

Atenção: pelos riscos cardiovasculares e extrapiramidais, não usar em outros tipos de tics (não relacionados à sindrome de Tourette); o produto não é indicado para tratamento de mania ou esquizofrenia aguda.

 

Como age

age no sistema nervoso central bloqueando os receptores da dopamina.

 

Como se usa

Uso oral – Doses

•doses em termos de Pimozida.

•tomar o medicamento pela manhã.

•no início do tratamento, para prevenir tonturas, deitar por 30

minutos após tomar o produto.

Adultos

esquizofrenia crônica: iniciar com 2 a 4 mg, em dose única diária (pela manhã); de acordo com a resposta clínica, aumentos de 2 a 4 mg por dia podem ser feitos com intervalos de 1 semana. A dose média de manutenção é de 6 mg por dia (variando entre 2 e 12 mg por dia). A dose máxima permitida é de 20 mg por dia (ou 0,3 mg por kg de peso por dia; escolher a que for menor).

síndrome de Tourette: iniciar com 1 a 2 mg por dia, em doses divididas; aumentar as doses gradativamente de acordo com a resposta clínica.

Idosos: podem ser mais propensos aos efeitos adversos do produto. Devem começar com doses reduzidas e que serão aumentadas com cuidado. Inicia-se com 1/3 a 1/2 da dose de adultos.

Crianças com 12 ou mais anos de idade

síndrome de Tourette: iniciar com 0,05 mg por kg de peso, em dose única diária; aumentar as doses gradativamente de acordo com a resposta clínica.

Crianças até 12 anos de idade: eficácia e segurança não estabelecidas.

 

Cuidados especiais

Risco na gravidez

Classe C

 

Amamentação

não se sabe se é eliminado no leite; por prevenção, não amamentar.

 

Não usar o produto

arritmia cardíaca; depressão do sistema nervoso central; em criança com outra doença que não a Síndrome de Gilles de la Tourette; estado comatoso; hipersensibilidade a fenotiazina, tioxanteno, haloperidol e molindrona; síndrome do QT longo congênito.

 

Avaliar riscos x Benefícios

extrema cautela: paciente que esteja tomando antiarrítmico, antidepressivo tricíclico ou outro agente antipsicótico; idoso.

cautela: angina do peito; desordem hematológica; diminuição da função do fígado ou renal; doença de Parkinson; doença valvular ou bloqueio cardíaco; encefalite; epilepsia, outra desordem convulsiva; glaucoma; hipertrofia prostática; insuficiência cardíaca congestiva; retenção urinária.

 

Reações que podem ocorrer (sem incidência definida)

acatisia (incapacidade de permanecer sentado devido à ansiedade); boca seca; constipação; sonolência; queda de pressão ao mudar de posição; fraqueza; sedação; reações extrapiramidais; alteração comportamental; perda ou diminuição dos movimentos voluntários.

 

Atenção com outros produtos

A Pimozida

•pode aumentar a ação de: depressor do sistema nervoso central (analgésico; sedativo; ansiolítico; álcool).

•pode sofrer ou provocar aumento das reações adversas com: anticonvulsivante (aumentam as chances de convulsões); antidepressivo tricíclico; antiarrítmico; fenotiazina; anticolinérgico; procainamida; quinidina; disopiramida; maprotilina; medicamento que produz reações extrapiramidais (ver Apêndice).

•pode provocar tiques com: anfetamina; metilfenidato; pemolina.

•pode ter sua concentração aumentada por: azitromicina; claritromicina; diritromicina; eritromicina; troleandomicina; inibidor da protease do HIV; cetoconazol; itraconazol; nefazodona; zileuton (broncodilatador).

•pode aumentar o risco de arritmias com: medicamento que prolonga o intervalo QT (ver Apêndice).

•não deve ser associada com: azitromicina; claritromicina; diritromicina; eritromicina; troleandomicina; inibidor da protease do HIV; itraconazol; cetoconazol; nefazodona; zileuton (broncodilatador); medicamento que prolongue o intervalo QT (ver Apêndice)

 

Outras considerações importantes

•não ingerir bebida alcoólica.

•cuidado ao dirigir ou executar tarefas que exijam atenção.

•a descontinuação do produto tem que ser feita lentamente e de maneira gradual.

•cuidado com cirurgias ou tratamentos de emergência, inclusive dentários; os medicamentos empregados junto com a Pimozida podem deprimir o sistema nervoso central.

•descontinuar imediatamente o uso do produto: se o paciente apresentar hipersensibilidade ou síndrome neuroléptica maligna (ver Apêndice); se severos sintomas extrapiramidais aparecerem, mesmo após diminuir a dose do produto; se ocorrerem arritmias ventriculares ou se houver prolongamento do intervalo QT acima do normal.

•muitos dos efeitos produzidos pelo medicamento persistem ainda por algum tempo, após a sua descontinuação.

•o produto demora várias semanas para produzir os efeitos esperados.

•pode haver tonturas; evitar mudanças bruscas de posição corporal; levantar da cama ou da cadeira lentamente.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal