FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Voriconazol

Voriconazol

(Oral; Injetável) (substância ativa)

Referência: Vfend (Pfizer)

Genérico: não

 

Uso oral

Comprimido 50 mg: Vfend

Comprimido 200 mg: Vfend

 

Uso injetável

Injetável (pó) 200 mg: Vfend

 

Armazenagem antes de aberto

Temperatura ambiente (15-30°C).

 

O que é

antifúngico [azol].

 

Para que serve

aspergilose; infecção fúngica grave.

 

Como age

interfere com o ergosterol, essencial para a manutenção da integridade da membrana celular do fungo.

 

Como se usa

Uso injetável – Preparação

•iniciar o tratamento por via injetável e fazer a manutenção por via oral.

 

Voriconazol (pó) 200 mg – Infusão intravenosa

Reconstituição

Diluente: Água Estéril para Injeção. Volume: 19 mL.

Agitar o frasco até que o pó esteja dissolvido. Não administrar sem uma posterior diluição.

Aparência da solução reconstituída: clara.

Estabilidade após reconstituição com Água Estéril para injeção

refrigeração (2-8°C): 24 h.

 

Diluição

Diluente: Cloreto de Sódio 0,9%. Volume: para uma concentração entre 0,5 e 5 mg/ mL. (ver instruções de preparação do fabricante)

Estabilidade após diluição com Cloreto de Sódio 0,9%

refrigeração (2-8°C): 24 h.

Tempo de infusão: velocidade máxima de 3 mg/kg/hora.

 

Uso injetável – Doses

• doses em termos de Voriconazol.

Adultos

dose de ataque: 6 mg por kg de peso corporal cada 12 h por 2 doses, seguida de dose de manutenção de 4 mg por kg de peso corporal cada 12 h. Assim que possível (desde que o paciente tolere), passar para via oral. Se o paciente não tolerar, reduzir para 3 mg por kg de peso corporal cada 12 h.

Idosos: mesma dose de adultos.

Paciente com insuficiência hepática leve a moderada: reduzir a dose de manutenção para a metade.

Paciente com cirrose hepática grave: usar apenas se os benefícios forem maiores do que os riscos.

Crianças até 12 anos de idade: segurança e eficácia não estabelecidas.

 

Uso oral – Doses

•doses em termos de Voriconazol.

•iniciar o tratamento por via injetável e fazer a manutenção por via oral.

•tomar pelo menos 1 h antes ou 1 h depois da refeição.

Adultos

com mais de 40 kg de peso: dose de manutenção de 200 mg cada 12 h; se a resposta não for adequada, a dose pode ser aumentada para 300 mg cada 12 h (se o paciente não tolerar, realizar incrementos de 50 mg a cada 12 h).

com menos de 40 kg de peso: dose de manutenção de 100 mg cada 12 h; se a resposta não for adequada, a dose pode ser aumentada para 150 mg cada 12 h (se o paciente não tolerar, reduzir para 100 mg cada 12 h).

Paciente com insuficiência hepática: pode ser necessária a redução da dose.

Idosos: mesmas doses de adultos.

Crianças até 12 anos de idade: segurança e eficácia não estabelecidas.

 

Cuidados especiais

Risco na gravidez

Classe D

 

Amamentação

não se sabe se é eliminado no leite; não amamentar.

 

Não usar o produto

hipersensibilidade ao produto ou a outro azol; intolerância à galactose; deficiência de lactase.

 

Avaliar riscos x Benefícios

função hepática diminuída; condição potencialmente pró-arritmica; diminuição da função renal moderada a grave (monitorar aumento na concentração sérica de creatinina, não é necessário ajustar a dose).

 

Reações mais comuns (ocorrem em pelo menos 10% dos pacientes)

Renal: aumento da creatinina.

Oftálmico: distúrbios visuais (alteração ou aumento da percepção visual, visão borrada, alteração das cores na visão, sensibilidade à luz).

 

Atenção com outros produtos

O Voriconazol

•pode aumentar as concentrações e os efeitos sedativos de: alprazolam; midazolam; triazolam.

•pode aumentar a concentração de e o risco de efeitos adversos com: astemizol; terfenadina; pimozida; cisaprida (associação contraindicada; podem ocorrer arritmias cardíacas, prolongamento do intervalo QT, taquicardia ventricular, torsades de pointes e morte).

•pode ter sua concentração diminuída por: barbiturato de longa ação; carbamazepina; fenitoína; rifabutina; rifampina; ritonavir.

•pode aumentar as concentrações de: bloqueador do canal de cálcio; anticoagulante oral; varfarina; ciclosporina; tacrolimo; alcaloide do ergot; lovastatina; estatina metabolizada por CYP3A4; sirolimo; metadona; omeprazol; alcaloide da vinca; fenitoína.

•pode ter sua concentração diminuída por e aumentar a concentração de: efavirenz (não associar).

•não deve ser associado com: alcaloide do ergot; rifabutina; rifampina; ritonavir; sirolimo.

•pode inibir o metabolismo de e ter seu metabolismo inibido por: inibidor da protease (ritonavir, amprenavir, nelfinavir, saquinavir); delavirdina.

•pode aumentar a concentração e os efeitos adversos de: anticoncepcional oral contendo etinilestradiol e noretindrona.

 

Outras considerações importantes

•o tratamento deve ser interrompido se surgirem sinais e sintomas que indiquem doença hepática (fadiga, urina escura, fezes claras, falta de apetite, náusea, vômito ou cor amarelada na pele e nos olhos).

•monitorar a função visual se o tratamento durar mais que 28 dias.

REMÉDIOS COM VORICONAZOL EM SUA COMPOSIÇÃO

Vfend
Vfend iv

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal