FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Nevirapina

Nevirapina (Oral) (substância ativa)

Referência: Viramune (Boehringer)

Genérico: não

 

Uso oral

Comprimido 200 mg: Viramune

Suspensão oral 10 mg/mL: Viramune

 

O que é

antiviral; antirretroviral [inibidor da transcriptase reversa (não nucleosídeo); NNRTIs; NVP].

 

Para que serve

o produto, em combinação com análogos de nucleosídeos é indicado para o tratamento de pacientes que apresentam infecção pelo HIV-1, em estado avançado, nos quais o prosseguimento por mais tempo do tratamento antirretroviral em curso não é adequado. No momento não há resultados de estudos que confirmem o efeito do produto em combinação com análogos de nucleosídeos no progresso da doença ou na sobrevida.

 

Como age

incorpora no DNA do HIV1; pela inibição da transcriptase reversa, impede que a cadeia viral de DNA se multiplique.

 

Como se usa

Uso oral – Doses

•doses em termos de Nevirapina.

•com ou sem alimento.

Adultos

200 mg, 1 vez ao dia nos primeiros 14 dias (fase de introdução), seguido por 200 mg, 2 vezes por dia, em combinação com outro antirretroviral.

Limite de dose para adultos: 400 mg por dia.

Paciente que apresente erupção na pele ou toxicidade hepática: recomenda-se ajuste da dose ou suspensão do tratamento.

Crianças (suspensão oral)

2 meses a 8 anos de idade: 4 mg por kg de peso, em dose única diária, durante 14 dias; a seguir, 7 mg por kg de peso, 2 vezes por dia, em combinação com outro antirretroviral.

8 anos ou mais de idade: 4 mg por kg de peso, em dose única diária, durante 14 dias; a seguir, 4 mg por kg de peso, 2 vezes por dia, em combinação com outro antirretroviral.

Crianças com menos de 2 meses de idade: eficácia e segurança não estabelecidas.

Limite de dose para crianças: 400 mg por dia.

 

Cuidados especiais

Risco na gravidez

Classe C

 

Amamentação

não se sabe se é eliminado no leite; mas amamentação não é recomendada em mães HIV-positivo, pelo risco de transmissão do vírus.

 

Não usar o produto

insuficiência hepática moderada a grave.

 

Avaliar riscos X Benefícios

hepatite colestática; necrose hepática; insuficiência hepática hepática; reação grave na pele.

 

Reações mais comuns (sem incidência definida)

Gastrintestinal: náusea.

Dermatológico: bolhas; erupção.

Sistema nervoso central: febre.

 

Atenção com outros produtos

A Nevirapina

•pode diminuir a ação de: anticoncepcional oral (anticoncepcionais orais não devem ser usados como primeira escolha de contracepção em mulheres que tomam Nevirapina); cetoconazol; metadona.

•pode diminuir as concentrações de: inibidor da protease (não associar).

•pode ter sua ação diminuída por: rifampicina; rifabutina; erva de São João.

•pode causar aumento da coagulação com: antitrombótico; varfarina.

•pode aumentar a ação de: rifampicina; rifabutina; fluconazol.

•pode provocar sintomas de abstinência com: metadona.

•pode ter sua ação aumentada por: fluconazol.

•pode causar maior incidência e gravidade de erupções na pele com: prednisona.

•não deve ser associada com: cetoconazol; prednisona.

 

Outras considerações importantes

•os efeitos a longo prazo com o produto são ainda desconhecidos.

•o tratamento com este medicamento não reduz o risco de transmissão do HIV-1 para outras pessoas através do contato sexual ou da contaminação sanguínea.

•conservar o produto em temperaturas entre 15 e 30°C. Manter o frasco sempre muito bem fechado.

•descontinuar imeditamente o uso e comunicar-se com o médico caso apareçam reações na pele acompanhadas de sintomas como febre, vesículas, lesões na boca, conjuntivite, dor muscular ou nas juntas, mal-estar geral.

•erupções na pele na forma de manchas ou placas avermelhadas difusas sem sintomas como febre, vesículas cutâneas ou comprometimentos locais das mucosas (não atribuíveis a Herpes simplex ou citomegalovírus) não implicam necessariamente a descontinuação do tratamento.

•quando o produto for administrado como parte de um tratamento antirretroviral, deve-se consultar todas as informações concernentes ao demais produtos.

•a administração do produto deve ser interrompida se houver alterações moderadas ou graves nos testes de função hepática, até que os resultados retornem aos valores normais. O tratamento pode então ser reiniciado com a metade da dose preconizada; o produto deve ser permanentemente descontinuado se houver recorrência de anormalidades moderadas ou graves nos testes de função hepática.

•checar periodicamente: transaminases; gama-glutamiltransferase (GGT).

•se ocorrerem sinais e sintomas de reações graves na pele, descontinuar o produto e não reiniciar.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal