FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Doencas Frequentes da Vulva" obteve 26 resultados.

Página:  de 3

14/02/2009

Revisões

Doenças Frequentes da Vulva

...ivos. O tratamento consiste em remover irritantes e alérgenos, podendo-se associar hidroxizina (25 mg/dia) ou antidepressivo tricíclico (imipramina 25 mg/dia), assim como aplicações tópicas de corticoide. Psoríase Geralmente, há antecedente familiar de psoríase e presença de lesões típicas no couro cabeludo, cotovelos e joelhos. As lesões vulvares podem não apresentar as escamas acinzetadas c......

Ver Índice

14/02/2009

Revisões

Doenças Frequentes da Vulva

...avaliação criteriosa do tipo e localização da lesão e do uso liberal de biópsias e propedêutica complementar. BIBLIOGRAFIA Adaptado, com autorização, do livro Clínica Médica: dos Sinais e Sintomas ao Diagnóstico e Tratamento. Barueri: Manole, 2007. 1. Aguiar LM, Omonte JM, Burgos EE. Líquen escleroso: o diagnóstico é a chave do tratamento. Sinopse de Ginecologia e Obstetrícia. 2002;(1):15......

Ver Índice

11/11/2016

Revisões Internacionais

Infeccoes Micoticas em Hospedeiros Comprometidos

... enfermidades cutâneas varia: a necrose pode disseminar-se lentamente durante várias semanas, assemelhando-se a uma úlcera causada por insuficiência arterial, ou progredir rapidamente em alguns dias, assemelhando-se a uma gangrena sinergística. A disseminação cutânea secundária não é comum, excetuando-se, talvez, os casos de vítimas de queimaduras. As infecções que iniciam como colonizações nos t......

Ver Índice

05/06/2009

Biblioteca Livre

Co-morbidades e Co-infecções no paciente com HIV

... resposta virológica sustentada (RVS) do HCV (definida como RNA-HCV indetectável na 24ª semana após o término do tratamento) e supressão da carga viral do HIV. Na co-infecção HIV/HCV, o tratamento corrente consiste na associação do Interferon alfa peguilado à ribavirina, pois ensaios clínicos comparando-o com o interferon convencional têm demonstrado a superioridade do primeiro na obtenção de mel......

Ver Índice

30/01/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Infecção pelo Papiloma Vírus Humano (HPV)

...fecção clínica - Através da visão desarmada, geralmente representada pelo condiloma acuminado. · Infecção subclínica - Através da peniscopia, colpocitologia e colposcopia com biopsia. · Infecção latente - Através dos testes para detecção do HPV-DNA. Diagnóstico Diferencial Condiloma plano da sífilis (sorologia e pesquisa do T. pallidum em campo escuro); carcinoma espinocelular do pê......

Ver Índice

30/01/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Infecção pelo Papiloma Vírus Humano (HPV)

...valia para o diagnóstico. Tratamento Objetiva a remoção das lesões condilomatosas visíveis e subclínicas, visto não ser possível a erradicação do HPV. Recidivas são frequentes, mesmo com o tratamento adequado. A escolha do método de tratamento depende do número e da topografia das lesões, bem como da associação ou não com neoplasia intraepitelial. Podem ser utilizadas as alternativas: acido ......

Ver Índice

25/10/2009

Biblioteca Livre

8 Infecção pelo Papilomavírus Humano (HPV)

...Normalmente a sutura não é necessária. Esse método traz maiores benefícios aos pacientes que tenham grande número de lesões ou extensa área acometida, ou ainda, em casos resistentes a outras formas de tratamento. Na presença de lesão vegetante no colo uterino, deve-se excluir a possibilidade de tratar-se de uma neoplasia intra-epitelial antes de iniciar o tratamento. Essas pacientes devem ser ......

Ver Índice

25/10/2009

Biblioteca Livre

5 Síndromes Clínicas Principais

...a Sim Sim Clamídia Chlamydia trachomatis Bactéria Sim Sim Tricomoníase Trichomonas vaginalis Protozoário Sim Sim Verrugas Condiloma Papilomavírus Humano Vírus Sim Não Para qualquer atendimento de uma DST (das quais se excluem os casos de corrimento vaginal por vaginose bacteriana e candidíase se perfil epidemiológico de baixo risco pa......

Ver Índice

30/01/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

herpes simples

...por aerossóis ou fômites seja rara. O vírus ganha acesso através de escoriações na pele ou contato direto com a cérvice uterina, uretra, orofaringe ou conjuntiva. A transmissão assintomatica também pode ocorrer, sendo mais comum nos primeiros 3 meses após a doença primária, quando o agente etiológico é o HSV-2, e na ausência de anticorpos contra o HSV-1. Período de Incubação De 1 a 26 dias; e......

Ver Índice

30/01/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

herpes simples

...ação compulsória nacional. MEDIDAS DE CONTROLE É infecção de difícil controle, em virtude de sua elevada transmissibilidade. Os contatos devem ser encaminhados à unidade de saúde para detectar a doença precocemente e serem orientados quanto às medidas de prevenção de futuros parceiros. Os preservativos masculinos e femininos previnem a transmissão apenas nas áreas de pele por eles recobertas,......

Ver Índice

Página:  de 3

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal