FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Pirazinamida" obteve 53 resultados.

Página:  de 6

06/01/2010

5 Antiinfectantes

Pirazinamida

...r via oral, 2 vezes por semana, por 2 meses; dose máxima: 4 g, ou • de 25 a 30 mg/kg/dose, por via oral, 3 vezes por semana, por 2 meses; dose máxima: 2,5 g. Tuberculose e Infecção por HIV • De 40 a 55 kg: 1.000 mg, por via oral, uma vez ao dia, ou 1.500 mg, por via oral, 3 vezes por semana. • De 56 a 75 kg: 1.500 mg, por via oral, uma vez ao dia, ou 2.500 mg, por via oral, ......

Ver Índice

31/03/2011

Biblioteca Livre

6. Reações Adversas ao Uso de Drogas Antituberculose

...ra. As artralgias, quando não relacionadas à hiperuricemia, são freqüentemente associadas ao uso da pirazinamida. A artrite é descrita com uso de isoniazida, no entanto não se caracteriza como efeito adverso comum. Conduta Na presença de hiperuricemia, deve-se fazer orientação dietética (dieta hipopurínica). A artralgia e a artrite costumam responder ao uso de antiinflamatórios não hormonais......

Ver Índice

11/11/2015

Biblioteca Livre

R

...ratamento abruptamente. t Aconselhar mulheres em idade fértil a notificarem suspeita de gravidez. t Não usar bebida alcoólica enquanto estiver usando o medicamento. t Causa fotossensibilidade, usar protetor solar. Aspectos farmacêuticos t Conservar protegido da luz e à temperatura ambiente, entre 15 e 25 oC. Manter os comprimidos longe de umidade. Não congelar a solução oral. t A soluçã......

Ver Índice

11/11/2015

Biblioteca Livre

I

... de 0,01 UI/mL. t Meia-vida de eliminação: 3 a 5 semanas. Efeitos adversos t Anafilaxia (raro). t Dor e sensibilidade no local da aplicação. Interações de medicamentos t Vacinas de vírus vivos (sarampo, caxumba, varíola, rotavírus, rubéola e varicela): redução da resposta imune à vacina. Evitar a administração de vacina de vírus vivos quatro semanas antes ou por três meses após a aplic......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Tuberculose

...ento com os esquemas padronizados pelo Programa Nacional de Controle da Tuberculose – PNCT/SVS/MS, podem ser portadores de bacilos resistentes aos tuberculostáticos. A resistência deve ser confirmada por testes laboratoriais e é definida como: ???? Monorresistência - Resistência a um fármaco. ???? Polirresistência - Resistência a mais de um fármaco que não rifampicina e isoniazida. ???? Mult......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Tuberculose

... infecção (pacientes pulmonares bacilíferos), e o aumento da cura, reduzindo-se o risco de transmissão da doença na comunidade. As drogas usadas, nos esquemas padronizados, são as seguintes: · Isoniazida - H; · Rifampicina - R; · Pirazinamida - Z; · Etambutol - E. Em crianças menores de cinco anos, que apresentem dificuldade para ingerir os comprimidos, recomenda-se o us......

Ver Índice

26/11/2015

Revisões

Tuberculose

...o da Tuberculose Ativa em pessoas infectadas pelo HIV: isoniazida diariamente durante 6-9 meses, a rifampicina e isoniazida diariamente durante três meses, e rifampicina e isoniazida duas vezes por semana durante três meses. Os regimes contendo rifampicina têm maiores taxas de toxicidade de drogas do que aqueles que não incluem rifampicina. Um estudo no Botswana mostrou recentemente que 36 meses d......

Ver Índice

06/06/2010

Casos Clínicos

Drogas Tuberculostáticas

...opia negativa consegue o diagnóstico em vários pacientes. As principais indicações da broncoscopia com lavado broncoalveolar são: · baciloscopia com escarro induzido negativa; · suspeita de outra doença pulmonar que não tuberculose; · doença com acometimento difuso do parênquima pulmonar; · suspeita de tuberculose endobrônquica; · pacientes imunodeprimidos princip......

Ver Índice

31/03/2011

Biblioteca Livre

4. O Tratamento do Paciente com Tuberculose

...tratamento. Os quadros seguintes mostram os esquemas propostos com suas indicações gerais e específicas, doses, duração e observações. 4.7 ESQUEMAS DE TRATAMENTO E POSOLOGIA ESQUEMA BÁSICO (ESQUEMA I) – 2RHZ/4RH CASOS NOVOS DE TODAS AS FORMAS DE TUBERCULOSE PULMONAR E EXTRAPULMONAR Fases do tratamento Drogas Peso do doente Até 20 kg Mais de 20 kg e até 35 kg Mais d......

Ver Índice

15/09/2008

Revisões

Manifestações Neurológicas no Paciente com HIV

... · manifestações secundárias ao tratamento e outras. ETIOLOGIA E FISIOPATOLOGIA O HIV é um retrovírus que primariamente infecta as células que expressam o antígeno CD4, do qual o vírus utiliza para se ligar. Uma vez dentro da célula, o vírus pode replicar-se, levando-a à morte, ou pode integrar o seu genoma ao da célula hospedeira e permanecer latente por um período variá......

Ver Índice

Página:  de 6

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal