FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Analgesia e Sedacao em Procedimentos no Departamento de Emergencia" obteve 9 resultados.

Página:  de 1

14/01/2022

Revisões

Sedação e Analgesia para Procedimentos no Departamento de Emergência

... um terço da duração e apresenta início de sedação mais rápido. A dose recomendada de alfentanil na SAP é de 10 mcg/kg, com duração esperada de sedação de 7 a 9 minutos. O remifentanil oferece algumas vantagens farmacocinéticas em relação ao alfentanil e ao fentanil. Seu início de ação é quase imediato, e seu tempo de recuperação é igualmente rápido. Um estudo que avaliou o remifentanil administ......

Ver Índice

24/08/2018

Revisões

Analgesia e Sedação em Procedimentos no Departamento de Emergência

...roteção de via aérea ou cardiovascular; assim, nenhuma intervenção é necessária para manter uma via aérea patente, e a ventilação espontânea é adequada. A função cardiovascular é sempre mantida. Anestesia e sedação dissociativa. Estado cataléptico semelhante ao do sono, induzido pelo agente dissociativo cetamina; ocorrem analgesia e amnésia, enquanto os reflexos de proteção das vias aéreas, as......

Ver Índice

04/06/2018

Revisões

Outras Técnicas Para Manejo de Vias Aéreas

...endida do corpo. O médico que realizará o procedimento mantém-se ao lado do paciente e introduz o tubo via narina com rotações suaves para evitar obstruções, direcionando o tubo para baixo em direção ao occipício, rodando o tubo 15 a 30 graus até ouvir pelo tubo, até o máximo fluxo aéreo ser ouvido pelo tubo, e no início da inspiração, deve-se introduzir o tubo de forma suave e rápida. A presenç......

Ver Índice

20/01/2014

Revisões Internacionais

Ressuscitação cardíaca – Terry J. Mengert

...ritmo de tratamento para pacientes com taquicardia ventricular (TV), fibrilação ventricular (FV), atividade elétrica sem pulsação (AESP) ou assístole. ECG = eletrocardiograma; ET = endotraqueal; IV = via endovenosa; RCP = ressuscitação cardiopulmonar. Tabela 2. Uso de um DEA em pacientes com idade = 8 anos Chegada de um DEA (com RCP em curso) Posicionar o DEA ao lado do pac......

Ver Índice

09/09/2021

Revisões

Analgesia no Departamento de Emergência

...enil é de 0,2 mg IV, eseu efeito máximo é observado em 6 a 10 minutos. Os efeitos de ambos os agentesdevem durar de 45 a 60 minutos. Complicações Uma metanálise avaliou 55 estudos com 9.652 sedações paraprocedimento no DE. As taxas de eventos adversos foram baixas, e não houvemortes conhecidas relatadas, com complicações ocorrendo entre 2,3 e 11%. Amaioria das complicações envolveu eventos adverso......

Ver Índice

11/11/2015

Biblioteca Livre

P

...alternativo deve ser considerado. t Rifampicina: risco de dano hepático grave. Não usar a combinação por mais de dois meses. Nunca utilizar este esquema em pacientes que: (1) estejam em uso de outros medicamentos associados com dano hepático; (2) consumam excessivamente bebida alcoólica, mesmo que o álcool seja retirado durante o tratamento; (3) tenham doença hepática; (4) tenham histórico de dan......

Ver Índice

11/11/2015

Biblioteca Livre

C

...se. t Prevenção de fraturas não-vertebrais em idosos com baixa ingestão de cálcio. Contraindicações t Hipersensibilidade ao colecalciferol, ergocalciferol ou a metabólitos da vitamina D, como calcitriol. t Hipercalcemia. t Hipervitaminose D. t Calcificação metastática. t Ver demais contraindicações na monografia do carbonato de cálcio. Precauções t Usar com cuidado nos casos de: ......

Ver Índice

10/01/2013

Revisões Internacionais

Dor crônica – Anne Louise Oaklander

...ico. Os pacientes com NPT/SDRC que não apresentam melhora estável podem ter condições tratáveis não diagnosticadas (p. ex., diabetes) retardando a recuperação. Neuropatias e neuralgias cranianas. Estas condições surgem a partir de lesões periféricas ou, menos frequentemente, de lesões centrais em axônios ou corpos celulares. As causas centrais incluem AVC, esclerose múltipla e tumore......

Ver Índice

18/11/2015

Revisões Internacionais

Mordidas e picadas – Lawrence M. Lewis, William H. Dribben, Mark D. Levine

...xia antitetânica deve ser instituída.240,246 Moluscos O mecanismo primário da toxicidade dos organismos pertencentes a este filo é a ingesta de toxinas, pois estas são bioamplificadas até a cadeia alimentar (p. ex., mexilhões levando ao envenenamento amnéstico por mariscos). As 2 classes do filo Mollusca com potenciais toxicidades secundárias a uma mordida ou ferroada são os gastrópodes (conc......

Ver Índice

Página:  de 1

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A

Cnpj: 11.012.848/0001-57

info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal

×
×

Em função da pandemia do Coronavírus informamos que não estaremos prestando atendimento telefônico temporariamente. Permanecemos com suporte aos nossos inscritos através do e-mail info@medicinanet.com.br.