FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Hipoglicemia em UTI e risco de morte

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado pela Disciplina de Emergências Clínicas Faculdade de Medicina da USP; Médico e Especialista em Clínica Médica pelo HC-FMUSP; Diretor Científico do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP); Membro da Academia Brasileira de Medicina Hospitalar (ABMH); Assessor da Diretoria Médica do Hospital Samaritano de São Paulo.

Última revisão: 20/05/2013

Comentários de assinantes: 0

Especialidades: Terapia Intensiva / Endocrinologia / Segurança do Paciente

 

Resumo

Este estudo mostra que um controle muito intenso da glicemia em pacientes de UTI pode impactar na mortalidade destes pacientes.

 

Contexto clínico

A hiperglicemia em pacientes críticos está associada com morbidade e mortalidade. Por conta disto, há mais de 1 década, diversos estudos têm tentado determinar quais níveis de glicemia estes pacientes devem ter durante sua internação na UTI. Um estudo prévio mostrou que um controle intensivo de glicemia, com alvo de 80 a 110 mg/dL, diminuiu a mortalidade em paciente de UTI cirúrgica. Entretanto, um grande estudo randomizado multicêntrico (NICE-SUGAR) mostrou exatamente o contrário: um controle mais intenso da glicemia aumenta o risco de morte. Sendo assim, o presente estudo analisou a fundo essa relação entre eventos hipoglicêmicos e morte em UTI.

 

O estudo

Este estudo utilizou dados de um grande estudo randomizado multicêntrico intitulado NICE-SUGAR, no qual os pacientes foram randomizados a um controle mais intenso de glicemia (80 a 110 mg/dL) contra um controle mais conservador (140 a 180 mg/dL).

As hipoglicemias moderadas (de 41 a 70 mg/dL) foram significativamente mais comuns no grupo de controle intensivo do que no grupo de controle conservador (74% vs. 16%). Quase todos (93%) os 223 pacientes que tiveram hipoglicemia severa (< 40 mg/dL) estavam no grupo da intervenção intensiva. Os episódios de hipoglicemia foram associados com maiores tempos de internação tanto na UTI quanto no hospital e com mortalidade. Os pacientes com os piores desfechos foram aqueles que tiveram mais de 1 episódio de hipoglicemia e aqueles com episódios severos de hipoglicemia, mesmo na ausência de uso de insulina (refletindo que a hipoglicemia pode ter resultado na severidade da doença). O hazard ratio ajustado para morte foi de 1,41 para pacientes com hipoglicemia moderada e 2,1 para pacientes com hipoglicemia severa.

 

Aplicações para a prática clínica

Os resultados deste estudo dão um grande subsídio para que as UTI utilizem um protocolo de insulina com objetivo de níveis de glicemia de 140 a 180 mg/dL. Este é um controle mais convencional do que os rígidos controles que vinham sendo empregados em estudos anteriores. Este protocolo menos rígido impõe menores riscos de hipoglicemia e, por interferirem na mortalidade, são de alto impacto em questões de segurança do paciente em ambiente de terapia intensiva.

 

Bibliografia

1.        The NICE-SUGAR Study Investigators. Hypoglycemia and risk of death in critically ill patients. N Engl J Med 2012 Sep 20; 367:1108. [link para o artigo]

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal