FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Meta-Análise Papel do Exercício na Osteoartrose

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado pela Disciplina de Emergências Clínicas Faculdade de Medicina da USP; Médico e Especialista em Clínica Médica pelo HC-FMUSP; Diretor Científico do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP); Membro da Academia Brasileira de Medicina Hospitalar (ABMH); Assessor da Diretoria Médica do Hospital Samaritano de São Paulo.

Última revisão: 12/02/2014

Comentários de assinantes: 0

Contexto Clínico

         A osteoartrose é doença crônica e degenerativa articular, cujo manejo clínico é restrito em termos de medicamentos. Entretanto, alguns estudos sugerem que a realização de atividade física reduz a dor e melhora a funcionalidade de pacientes que apresentam acometimento de articulações de membros inferiores, basicamente de joelho e quadril. A meta-análise a ser apresentada procurou reunir o corpo de evidências nesse assunto, de forma a responder quais intervenções do ponto de vista do exercício são melhores no tratamento da osteoartrose.

 

O Estudo

         Esta revisão sistemática incluiu 60 ensaios clínicos (44 para joelho, 2 para quadril, 14 para ambas as articulações), cobrindo 12 tipos de intervenção, em um total de 8.218 pacientes. A análise demonstrou que realizar exercícios é significativamente melhor do que não se exercitar. Para controle da dor, as seguintes possibilidades de exercício são viáveis e benéficas: fortalecimento isoladamente, alongamentos associados a fortalecimento, alongamento associado a fortalecimento e exercício aeróbico, alongamento na água, alongamento e fortalecimento na água. A melhor combinação de exercício para melhorar a funcionalidade é alongamento associado a fortalecimento e exercício aeróbico.

 

Aplicações para a Prática Clínica

         Esta meta-análise traz forte evidência a favor de atividades físicas no tratamento da osteoartrose em articulações de grande carga, basicamente joelhos e quadril. A melhor combinação de atividades,  alongamento associado a fortalecimento e exercício aeróbico, traz benefícios em termos de dor e melhora da funcionalidade, o que torna esta abordagem preferencial. A força destes dados corrobora uma intervenção de baixo custo para tratamento de uma doença articular de grande prevalência e que afeta muito a qualidade  de vida dos pacientes acometidos. Provavelmente os ganhos são adicionais, pois, apesar disso não ter sido avaliado, não é difícil imaginar o ganho em qualidade de vida, perda de peso e consequente impacto indireto em fatores de risco cardiovascular.

 

Bibliografia

1.             Uthman OA et al. Exercise for lower limb osteoarthritis: Systematic review incorporating trial sequential analysis and network meta-analysis. BMJ 2013 Sep 20; 347:f5555.  (link para o artigo)

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal