FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Rastreamento de Câncer de Alto Impacto

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado pela Disciplina de Emergências Clínicas Faculdade de Medicina da USP; Médico e Especialista em Clínica Médica pelo HC-FMUSP; Diretor Científico do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP); Membro da Academia Brasileira de Medicina Hospitalar (ABMH); Assessor da Diretoria Médica do Hospital Samaritano de São Paulo.

Última revisão: 28/09/2015

Comentários de assinantes: 0

Contexto Clínico

O rastreamento para câncer é uma abordagem que visa redução das taxas de morbidade e mortalidade relacionadas ao câncer. Porém, as estratégias de rastreamento variam em intensidade. E estratégias de maior intensidade não necessariamente têm mais impacto. Estratégias de alto impacto fornecem um grau de benefícios que justifica claramente os danos e custos incorridos; rastreamento de baixo impacto é aquele que fornece limitado ou nenhum benefício para justificar os prejuízos e custos. Quando o rastreamento de câncer leva a benefícios, uma intensidade ideal de triagem maximiza o impacto. Alguns aspectos das práticas de triagem, especialmente o uso excessivo e subutilização, são de baixo impacto.

 

O Estudo

Apresentamos um ensaio que avaliou estratégias de rastreamento para adultos assintomáticos, de risco médio para cinco tipos comuns de câncer. Para isso foram avaliadas diretrizes clínicas do American College of Physicians (ACP), US Preventive Services Task Force, Academia Americana de Médicos de Família, American Cancer Society, Congresso Americano de Obstetras e Ginecologistas, Associação Americana de Gastroenterologia e American Urological Association. "Alto impacto" foi definido como o menor limiar de intensidade de rastreamento em que organizações concordam sobre as recomendações de rastreamento para cada tipo de câncer, e de "baixo impacto", como uma concordância sobre não recomendar estratégias de triagem excessivamente intensivas. Esta informação é complementada com os resultados adicionais a partir de estudos randomizados e controlados, estudos de modelagem e estudos de custos ou a utilização de recursos, incluindo informações encontradas no Instituto Nacional do Câncer (EUA), consulta de bases de dados e  UpToDate.

 

Aplicações Práticas

 Após revisão de dados, o American College of Physicians recomenda as seguintes estratégias, como as menos invasivas e de maior impacto para adultos assintomáticos e de risco médio:

Mama: para mulheres entre 40 e 49 anos, rastreamento com mamografia a cada dois anos deve ser oferecido se uma mulher requisitar, e após a discussão de potenciais benefícios e riscos. Para mulheres entre 50 e 74 anos em boa saúde, a realização de mamografia a cada dois anos deve ser encorajada.

Cervical (colo do útero): para mulheres entre 21 e 29 anos, teste citológico é recomendado a cada três anos. Para aquelas entre 30 e 65 anos, citologia e teste para HPV devem ser feitos a cada cinco anos (ao invés de apenas citologia).

Colorretal: para pacientes entre 50 e 75 anos, uma das seguintes estratégias deve ser encorajada, o uso de pesquisa de sangue oculto nas fezes (PSOF) de alta sensibilidade ou teste de imunofluorescência fecal anualmente (PIF), ou sigmoidoscopia a cada cinco anos; combinação de PSOF/PIF a cada três anos com sigmoidoscopia a cada cinco anos, ou colonoscopia ótica a cada dez anos.

Ovário: o rastreamento não é recomendado.

Próstata: para homens entre 50 e 69 anos com expectativa de vida de pelo menos uma década, discuta benefícios e riscos do rastreamento. Se o paciente preferir fazer o rastreamento, solicite uma dosagem de PSA não mais que a cada dois a quatro anos.

 

Bibliografia

Wilt TJ et al. Screening for Cancer: Advice for High-Value Care From the American College of Physicians. Ann Intern Med. 2015;162(10):718-725

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal