FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Nivolumabe e Ipilimumabe combinados ou em monoterapia para Melanoma

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado em Ciências Médicas pela Faculdade de Medicina da USP.
Supervisor do Pronto-Socorro do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.
Diretor do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente.

Última revisão: 28/10/2015

Comentários de assinantes: 0

Contexto Clínico

O nivolumabe (inibidor de DP-1) e ipilimumabe (um inibidor de antígeno 4 associado a linfócitos T citotóxicos [CTLA-4]) foram demonstrados como tendo atividade complementar em pacientes com melanoma metastático. Neste estudo duplo-cego randomizado de fase 3 que vamos apresentar, nivolumabe sozinho ou nivolumabe mais ipilimumabe foi comparado com ipilimumabe sozinho em pacientes com melanoma metastático.

 

O Estudo

Os pacientes foram randomicamente alocados em proporção de 1: 1: 1 nos grupos de tratamento. Foram 945 pacientes não tratados previamente com melanoma irressecável estágio III ou IV para nivolumabe sozinho, nivolumabe mais ipilimumabe, ou ipilimumabe sozinho. A sobrevida livre de progressão e a sobrevida global foram os pontos finais avaliados.

A sobrevida média livre de progressão foi de 11,5 meses (IC95%: 8,9-16,7) com nivolumabe mais ipilimumabe, em comparação com 2,9 meses (IC95%: 2,8-3,4) com ipilimumabe (razão de risco para morte ou doença progressão: 0,42; IC99,5% 0,31-0,57; P <0,001) e 6,9 meses (IC95%: 4,3 a 9,5) com nivolumabe (razão de risco para a comparação com ipilimumabe: 0,57; IC99,5%: 0,43-0,76; P <0,001). Em doentes com tumores positivos para o PD-L1, a sobrevida média livre de progressão foi de 14,0 meses no grupo de nivolumabe mais ipilimumabe e no grupo nivolumabe, mas em pacientes com tumores PD-L1-negativos, a sobrevida livre de progressão foi mais longa com a terapia de combinação do que com nivolumabe sozinho (11,2 meses; IC95%: 8,0 - não atingível] vs. 5,3 meses [IC95%: 2,8-7,1]). Os eventos adversos relacionados com o tratamento de grau 3 ou 4 ocorreram em 16,3% dos pacientes no grupo nivolumabe, 55,0% daqueles no grupo nivolumabe mais ipilimumabe, e em 27,3% dos indivíduos no grupo de ipilimumabe.

 

Aplicações Práticas

Por esse estudo, podemos perceber que entre os pacientes não tratados previamente para melanoma metastático, nivolumabe sozinho ou combinado com ipilimumabe resultou em um número significativamente maior de sobrevida livre de progressão quando em comparação com o ipilimumabe sozinho. Em pacientes com tumores PD-L1-negativo, a combinação de inibição DP-1 e CTLA-4 foi mais eficaz do que qualquer agente sozinho.

 

Bibliografia

Larkin J et al. Combined nivolumab and ipilimumab or monotherapy in untreated melanoma. N Engl J Med 2015 May 31; [e-pub]

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal