FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Caso 9" obteve 2319 resultados.

Página:  de 232

27/01/2015

Casos Clínicos

Caso Clínico – Qual o diagnóstico hematológico deste caso?

...os casos), choque (14% dos casos), evento tromboembólico como trombose venosa profunda, embolia pulmonar, trombose arterial (7% dos casos), e envolvimento de sistema nervoso central (2% dos casos). O diagnóstico de CIVD aguda se estabelece com evidência laboratorial de trombocitopenia, consumo de fatores de coagulação (alargamento de TP, TTPa e queda de fibrinogênio), e aumento da fibrinólise (o ......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

...s e encaminhadas ao laboratório de referencia estadual para a realização da pesquisa de IgM. É importante ressaltar que resultados não reagentes para IgM não descartam a possibilidade de infeccao recente pelo vírus da Rubéola. Não está indicada, na rotina do pré-natal, a realização de pesquisa sorológica para Rubéola em gestantes que não apresentam sintomas da doenca. Interpretação dos resulta......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

...ngado (de alguns meses a até 2 anos de idade). O achado de níveis de IgG estáveis ou elevados confirma o diagnostico. A queda de anticorpos IgG sugere a presença de anticorpos maternos em declínio. Identificação do Vírus Pode ser realizada a partir de secreções nasais, sangue, urina e líquor com inoculação em cultura celular. A coleta desse material devera ser realizada sempre que o resultado......

Ver Índice

08/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Raiva

...ologia e/ou anatomia patológica para raiva. É indicada, também, para aqueles que atuam no campo na captura, vacinação, identificação e classificação de mamíferos passíveis de portarem o vírus, bem como funcionários de zoológicos. Com a Vacina de Cultivo Celular Esquema: 3 doses. Dias de aplicação: 0, 7, 28. Via de administração e dose: intramuscular profunda, utilizando dose completa; ou ha......

Ver Índice

07/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Leishmaniose Visceral

...o vetor e ao reservatório, os mesmos, quando indicados conforme critério de classificação da área, devem ser coletados e preenchidos nas planilhas específicas. Estes dados, após análise, irão orientar a adoção de medidas de vigilância e controle. Vale ressaltar que estas informações também devem fazer parte do relatório da investigação do caso. ROTEIRO DE INVESTIGAÇÃO EPIDEMIOLÓGICA Identific......

Ver Índice

03/07/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Hanseníase

...astrite e úlcera péptica; • outros efeitos: agravamento de infecções latentes, acne cortisônica e psicoses. Condutas Gerais em Relação aos Efeitos Colaterais dos Medicamentos A equipe de saúde deve estar sempre atenta para a possibilidade de ocorrência de efeitos colaterais dos medicamentos utilizados na PQT e no tratamento dos estados reacionais, devendo realizar imediatamente a condut......

Ver Índice

11/05/2009

Revisões

Influenza A (H1N1) - Protocolo de Procedimentos  (Livre)

...ara o Enfrentamento da pandemia de influenza: http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/plano_flu_final.pdf · Publicações e materiais sobre o tema se encontram no seguinte endereço eletrônico: http://www.anvisa.gov.br/servicosaude/controle/publicacoes.htm X. ANEXOS Figura 1: Procedimentos para colocação e retirada de EPI em unidades de isolamento (WHO, 2006) [1] Contato pr......

Ver Índice

28/06/2009

Revisões

Influenza A (H1N1) - Protocolo de Procedimentos - versão 5

...exclusivos de cada profissional responsável pela assistência, devendo, após o uso, sofrer processo de limpeza com água e sabão/detergente e desinfecção. Sugere-se para a desinfecção álcool a 70% ou hipoclorito de sódio a 1% ou outro desinfetante recomendado pelo fabricante. 2.5. EPI: Gorro descartável O gorro deve ser utilizado em situações de risco de geração de aerossol. 2.6. EPI: Capot......

Ver Índice

10/09/2009

Biblioteca Livre

5 Vigilância Epidemiológica

...alária contraído fora da zona onde se fez o diagnóstico. O emprego dessa expressão dá a idéia de que é possível situar, com certeza, a origem da infecção numa zona malárica conhecida. • Caso introduzido: caso secundário direto quando se pode provar que o mesmo constitui o primeiro elo da transmissão local após um caso importado conhecido. • Caso induzido: caso de malária que pode ser......

Ver Índice

12/08/2009

Biblioteca Livre

Glossário

...nte, apresentando características clínicas, laboratoriais e/ou epidemiológicas específicas. CASO AUTÓCTONE: caso contraído pelo enfermo na zona de sua residência. CASO CONFIRMADO: pessoa de quem foi isolado e identificado o agente etiológico, ou de quem foram obtidas outras evidências epidemiológicas e/ou laboratoriais da presença do agente etiológico, como, por exemplo, a conversão sorológica e......

Ver Índice

Página:  de 232

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal