FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Tratamento de Hipotiroidismo ou Hipotiroxinemia na Gestação

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado pela Disciplina de Emergências Clínicas Faculdade de Medicina da USP; Médico e Especialista em Clínica Médica pelo HC-FMUSP; Diretor Científico do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP); Membro da Academia Brasileira de Medicina Hospitalar (ABMH); Assessor da Diretoria Médica do Hospital Samaritano de São Paulo.

Última revisão: 07/07/2017

Comentários de assinantes: 2

Contexto Clínico

 

A doença subclínica da tireoide durante a gravidez pode estar associada a resultados ruins para os bebês, incluindo um QI mais baixo do que o normal. Não se sabe se o tratamento com levotiroxina em mulheres identificadas como tendo hipotireoidismo subclínico ou hipotiroxinemia durante a gravidez melhora a função cognitiva dos filhos.

 

O Estudo

 

O presente estudo selecionou mulheres com uma gravidez única antes de 20 semanas de gestação, com hipotireoidismo subclínico, definido como um nível de tireotrofina de 4,00mU/L ou mais e um nível normal de tiroxina livre (T4L) ? 0,86 a 1,90ng/dL [11 a 24pmol/L]), e para hipotiroxinemia, definido como um nível normal de tireotrofina (0,08 a 3,99mU/L) e uma baixa de T4L (<0,86ng/dL).

Em ensaios separados para as duas condições, as mulheres foram distribuídas de forma aleatória para receber levotiroxina ou placebo. A função da tireoide foi avaliada mensalmente, e a dose de levotiroxina foi ajustada para atingir um tirotrofina normal ou T4L normal (dependendo do estudo), com ajustes sham para placebo. As crianças foram submetidas a testes anuais de desenvolvimento e de comportamento por 5 anos.

Um total de 677 mulheres com hipotireoidismo subclínico foi submetido à randomização em média por 16,7 semanas de gestação e 526 com hipotiroxinemia por uma média de 17,8 semanas de gestação. No ensaio de hipotireoidismo subclínico, o escore de QI médio das crianças foi 97 (intervalo de confiança [IC] 95%, 94?99) no grupo com levotiroxina e 94 (IC 95%, 92?96) no grupo placebo (P = 0,71).

No estudo de hipotiroxinemia, o índice de QI médio foi 94 (IC 95%, 91?95) no grupo de levotiroxina e 91 (IC 95%, 89?93) no grupo placebo (P = 0,30). Não houve diferenças significativas entre os grupos em nenhum dos ensaios em quaisquer outros resultados neurocognitivos ou na gravidez, bem como na incidência de eventos adversos, que foi baixa em ambos os grupos.

 

Aplicação Prática

 

A conclusão desse estudo é que, apesar da hipótese plausível que o embasou, o tratamento para hipotireoidismo subclínico ou hipotiroxinemia na gestação não apresentou resultados cognitivos melhores em crianças de até 5 anos de idade. Sendo assim, não é recomendada essa conduta, pelo menos por enquanto, por médicos que estejam dando seguimento a gestantes nas condições descritas.

 

Bibliografia

 

Casey BM et al. Treatment of Subclinical Hypothyroidism or Hypothyroxinemia in Pregnancy. N Engl J Med 2017; 376:815-825.

Comentários

Por: Atendimento MedicinaNET em 28/06/2017 às 09:29:27

"Olá, Dr. Fausto. Agradecemos o seu comentário, suas considerações são muito importantes para nós. Atenciosamente, os Editores."

Por: Fausto Germano Neto em 27/06/2017 às 16:37:54

"A principal critica deste artigo é que a media das gestantes foram acima de 16 semanas. Sabemos que a tiroide do bebê começa a "funcionar" a partir da 12ª a 14ª semana de gestaçao. Logo, a 'nao melhora ou nao diferença" no QI dessas possa ser porque ja tinha se passado o momento mais critico da organogenese. Logo, como tambem nao tem nenhum estudo que mostre que tratar piorou o QI ou aumentou a mortalidade, prefiro tratar as gestantes com hipotiroidismo subclinico (nao incluo as com hipotiroxinemia), do que arriscar a vida do bebe numa fase tao critica. Mas o debate é fundamental."

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal