FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Benefício da Vacina para HPV para Meninos e Meninas

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado em Ciências Médicas pela Faculdade de Medicina da USP.
Supervisor do Pronto-Socorro do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.
Diretor do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente.

Última revisão: 04/09/2015

Comentários de assinantes: 0

Contexto Clínico

A vacinação contra o papilomavírus humano (HPV) foi implementada em muitos países, com o objetivo específico de proteger as mulheres contra o câncer do colo do útero. Espera-se que a inclusão de meninos em programas de vacinação possa fornecer algum benefício para as mulheres, embora o benefício seja pequeno, partindo do princípio de que  os programas já atingem alta cobertura entre as meninas. A proteção das mulheres não deve, no entanto,  ser o  único objetivo de saúde pública de vacinação contra o HPV, já que  os homens também estão em risco de cânceres evitáveis por vacinação. Há um acúmulo de provas sobre o papel do HPV na etiologia de outros cânceres  e a demonstração de que a vacina contra o HPV também é eficaz na prevenção de outros cânceres em  homens, assim como nas mulheres, levaram à tomada de iniciativas para vacinar não só as meninas, mas também meninos contra HPV.

 

O Estudo

Apresentamos um estudo cujo objetivo foi avaliar a redução de câncer em homens, caso  os meninos fosseem vacinados junto com meninas contra o papilomavírus humano (HPV) oncogênico.

Uma abordagem Bayesiana foi utilizada para avaliar o impacto da vacinação contra o HPV tipos 16 e 18 sobre o surgimento de carcinoma anal, peniano e de orofaringe entre os homens heterossexuais e os homens que fazer sexo com outros homens. A redução da transmissão do HPV coberto com a vacinação de meninas foi assumida como diminuidora do risco de câncer associados ao HPV em todos os homens, mas não afetando o excesso de risco de câncer por HPV em homens que fazem sexo com homens.

Uma população de estudo na Holanda sofreu uma intervenção, que foi a inclusão de meninos com  12 anos em programas de vacinação contra o HPV. As medidas de desfecho principal foram anos de vida com qualidade ajustados (QALY) e números necessários para vacinar.

Antes de vacinação contra o HPV, 14,9 (IC95%: 12,2-18,1) QALYs por mil homens foram perdidos para cânceres associados com HPV na Holanda. Esta carga seria reduzida em 37% (28% a 48%) se a captação de vacina entre as meninas permanecesse no nível atual de 60%. Para evitar um caso adicional de câncer entre os homens, 795 meninos (660-987) precisariam ser vacinados; com números específicos para prevenção de tumores anal, peniano e orofaríngeo de 2.162, 3.486 e 1.975, respectivamente. A incidência de câncer relacionado com HPV em homens seria reduzida em 66% (53% a 805), se a absorção da vacina entre meninas aumentasse para 90%. Nesse caso, 1.735 rapazes (1240-2900) teriam de ser vacinados para prevenir um caso adicional; com números específicos para tumores anal, peniano e orofaríngeo de 2.593, 29.107 e 6.484, respectivamente.

 

Aplicações Práticas

Os homens irão se beneficiar indiretamente de vacinação de meninas, mas continuam em risco de cânceres associados com o HPV. O benefício adicional de se vacinar meninos quando a realização de vacinas entre as meninas é alta e impulsionada pela prevenção de carcinomas anais, que ressalta a relevância dos esforços de prevenção do HPV para homens que fazem sexo com homens.

 

Bibliografia

Bogaards JA et al. Direct benefit of vaccinating boys along with girls against oncogenic human papillomavirus: Bayesian evidence synthesis. BMJ 2015 May 12; 350:h2016. (http://dx.doi.org/10.1136/bmj.h2016)

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal