FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Petéquias em paciente com febre há três semanas

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado em Ciências Médicas pela Faculdade de Medicina da USP.
Supervisor do Pronto-Socorro do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.
Diretor do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente.

Última revisão: 03/07/2014

Comentários de assinantes: 0

Especialidades: Cardiologia /Infectologia /Medicina Hospitalar /Medicina de Emergência

 

Quadro Clínico

         Paciente do sexo masculino, com 56 anos, procurou atendimento médico por queixa de febre há três semanas, dispneia progressiva e mal estar. Ao exame físico apresentava sopro holossistólico regurgitativo em foco mitral +3/+6. Foram achadas petéquias em extremidades, como mostrado na Imagem 1.

 

Imagem 1 – Pé esquerdo do paciente

 

 

Diagnóstico e Discussão

        Este paciente apresentava endocardite por S. aureus, que foi identificado em três pares de hemoculturas. A presença de vegetação identificada por ecocardiograma confirmou o diagnóstico.

        As manifestações cutâneas associadas à endocardite incluem petéquias, hemorragias “em estilhaço”, lesões de Janeway, nódulos de Osler e manchas de Roth.

         As petéquias e a hemorragia “em estilhaço” são inespecíficas para endocardite, mas as petéquias são a manifestação mais comum da pele nestes casos. Elas podem estar presentes na pele (geralmente nas extremidades) ou nas membranas mucosas, tais como no palato. As hemorragias “em estilhaço” também são inespecíficas para endocardite e sua característica é de lesões marrom-avermelhadas lineares encontradas sob o leito ungueal.

         As lesões de Janeway , nódulos de Osler e manchas de Roth são achados mais específicos. As lesões de Janeway são lesões eritematosas maculares não dolorosas nas palmas das mãos e plantas dos pés. Nódulos de Osler são nódulos violáceos dolorosos encontrados na polpa dos dedos das mãos e pés. Manchas de Roth são lesões hemorrágicas exsudativas e edematosas da retina.

 

Bibliografia

Murdoch DR, Corey GR, Hoen B, et al. Clinical presentation, etiology, and outcome of infective endocarditis in the 21st century: the International Collaboration on Endocarditis-Prospective Cohort Study. Arch Intern Med 2009; 169:463.

Durack DT, Lukes AS, Bright DK. New criteria for diagnosis of infective endocarditis: utilization of specific echocardiographic findings. Duke Endocarditis Service. Am J Med 1994; 96:200.

Baddour LM, Wilson WR, Bayer AS, et al. Infective endocarditis: diagnosis, antimicrobial therapy, and management of complications: a statement for healthcare professionals from the Committee on Rheumatic Fever, Endocarditis, and Kawasaki Disease, Council on Cardiovascular Disease in the Young, and the Councils on Clinical Cardiology, Stroke, and Cardiovascular Surgery and Anesthesia, American Heart Association: endorsed by the Infectious Diseases Society of America. Circulation 2005; 111:e394.

 

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal