FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Doenca Coronariana Cronica Estavel" obteve 84 resultados.

Página:  de 9

04/06/2013

Revisões Internacionais

Angina estável crônica – Richard A. Lange – L. David Hillis

...).68 Entre os indivíduos que desenvolvem rabdomiólise durante o curso de lovastatina, sinvastatina ou atorvastatina, 60% também fizeram uso concomitante de um ou mais fármacos que comprovadamente inibem CYP3A4,64,65,69 incluindo os antibióticos macrolídeos (ou seja, claritromicina e eritromicina), antifúngicos azol (isto é, itraconazol, cetoconazol, posaconazol e voriconazol), gemfibrozil, isoniaz......

Ver Índice

30/10/2013

Revisões

Doença Arterial Coronariana Crônica

... anormal, como indicativos de DAC. Entretanto, um exame normal é comum e não exclui o diagnóstico de isquemia. Métodos provocativos de isquemia – ECG de esforço Durante muitos anos, o ECG de esforço foi considerado como método diagnóstico inicial para pacientes com angina e probabilidade pré-teste moderada de DAC, com base em gênero, idade e sintomas, por ser de fácil acesso e de baixo custo.......

Ver Índice

06/08/2010

Revisões

Doença Arterial Coronariana Crônica – Definição, Diagnóstico e Estratificação de Risco

...do paciente realizar exercício físico e quando o ECG de repouso apresenta alterações que limitam a análise do traçado durante o estresse. No seu uso, deve-se sempre avaliar a capacidade de o paciente realizar esforço (tempo de duração do teste e quantidade de equivalentes metabólicos (MET) percorrida), quadro clínico, evolução eletrocardiográfica e hemodinâmica durante o teste. Cintilografia......

Ver Índice

16/06/2017

Revisões Internacionais

Biomarcadores Cardiovasculares

...ositiva com um ensaio convencional (TnI =1µg/L ou TnT =0,1µg/L), sendo que tinham taxa de mortalidade hospitalar significativamente mais elevada ? de 8,0% em comparação com 2,7% dos pacientes sem Tn positiva (p <0,001), com uma OR ajustada para morte de 2,55.33 Com o advento de ensaios de Tn ainda mais sensíveis (hsTn), um percentual bem mais elevado de indivíduos com IC passou a ter concentra......

Ver Índice

21/09/2012

Revisões Internacionais

Avaliação pré-operatória e cuidados com o paciente cirúrgico – Paul J. Grant, Amir K. Jaffer

...ivo · Queixa atual de dor torácica considerada secundária à isquemia miocárdica · Uso de terapia com nitrato · ECG com ondas Q patológicas 2. Insuficiência cardíaca congestiva · História de insuficiência cardíaca congestiva, edema pulmonar ou dispneia paroxística noturna · Estertores bilaterais ou galope S3 detectados no exame físico · ......

Ver Índice

11/11/2015

Biblioteca Livre

D

...Início: 3 minutos por via intravenosa t Pico de ação: 2-4 horas. t Pode ocorrer prolongamento da meia-vida na insuficiência renal. Efeitos adversos t Hematoma (7-35%) e dor (5-12%) no lugar da injeção. t Hematoma epidural quando associada a anestesia epidural, podendo resultar em paralisia permanente. t Trombocitopenia (menos de 1%). t Hemorragia (1-15%) grave, que pode ser controlad......

Ver Índice

21/03/2010

Revisões

Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC)

...r, ocorre espessamento da íntima, seguido por hipertrofia da musculatura lisa e infiltração de células inflamatórias e colágeno na parede dos vasos, o que ocorre precocemente na história natural da doença. As alterações descritas determinam hipersecreção de muco e disfunção ciliar, que determinam tosse e expectoração crônica. Limitação ao fluxo aéreo, mais bem avaliada pela espirometria, é um pon......

Ver Índice

03/12/2015

Revisões Internacionais

Transplante renal 2 - cuidados do receptor de transplante de rim

... American Heart Association Councils on Kidney in Cardiovascular Disease, High Blood Pressure Research, Clinical Cardiology, and Epidemiology and Prevention. Hypertension 2003;42:1050–65. 4. KDIGO clinical practice guideline for the care of kidney transplant recipients. Am J Transplant 2009;9 Suppl 3:S1–155. 5. United States Renal Data System. USRDS 2007 annual data report: atlas o......

Ver Índice

25/08/2015

Revisões Internacionais

Doenças da Aorta

...s. Aneurismas Aórticos Torácicos Os aneurismas aórticos torácicos (AATs) são menos comuns que os aneurismas aórticos abdominais (AAAs) e são classificados de acordo com o envolvimento da aorta ascendente, do arco aórtico, da aorta descendente, ou com base na combinação entre esses sítios. A etiologia dos aneurismas torácicos se correlaciona com as respectivas localizações. Os aneurismas na ao......

Ver Índice

25/09/2012

Revisões Internacionais

Arritmias ventriculares – Christopher J.G. Gray, Lorne J. Gula, Andrew D. Krahn, Allan C. Skanes, Ra

...squêmica (DCI) ou na miocardiopatia não isquêmica, e em geral não resulta de isquemia aguda no miocárdio previamente normal. A TV monomórfica sustentada também pode surgir em corações estruturalmente normais, como se observa na TV de via de saída do ventrículo direito ou na TV de VE idiopática. Taquicardia ventricular polimórfica (TVP) A TV polimórfica é descritiva da TV com formas de QRS va......

Ver Índice

Página:  de 9

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal