FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Drogas anti-reumáticas revisão sistemática

Autor:

Rodrigo Díaz Olmos

Doutor em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de são Paulo (FMUSP). Diretor da Divisão de Clínica Médica do Hospital Universitário da USP. Docente da FMUSP.

Última revisão: 04/03/2009

Comentários de assinantes: 0

Benefícios das drogas anti-reumáticas modificadoras de doença na artrite reumatóide


Revisão sistemática: efetividade e efeitos colaterais comparativos de drogas modificadoras de doença para artrite reumatóide

Systematic review: comparative effectiveness and harms of disease-modifying medications for rheumatoid arthritis. Ann Intern Med. 2008;148:124-341 [Link Livre para o Artigo Original]

 

Fator de impacto da revista (Annals of Internal Medicine): 14,780


Contexto Clínico

            Existem inúmeras drogas anti-reumáticas modificadoras de doença (DMARDs) que são eficazes no tratamento da artrite reumatóide, entretanto a eficácia relativa das drogas não é conhecida.

 

O Estudo

            Metanálise de estudos randomizados e coortes prospectivas, publicados em inglês, que compararam DMARDs cabeça a cabeça em mais de 100 participantes e com um seguimento de pelo menos 12 semanas. Se estudos cabeça a cabeça não estivessem disponíveis, meta-análises que indiretamente compararam drogas através da utilização de dados de estudos placebo controlados foram incluídas. Cento e quarenta e três artigos relacionados a 101 estudos, incluindo 42 ensaios clínicos randomizados preencheram os critérios de inclusão e foram incluídos na análise.

 

Resultados

            Não foi possível realizar uma meta-análise em virtude da grande heterogeneidade dos estudos. Não se observou nenhuma diferença clinicamente importante na eficácia entre os DMARDs sintéticos (metotrexate, leflunomida e sulfassalazina) ou entre as drogas anti-fator de necrose tumoral (adalimumab, etanercept e infliximab). Monoterapia com drogas anti-TNF produziram desfechos radiográficos melhores que a monoterapia com methotrexate, sem importantes diferenças em desfechos clínicos. De uma forma geral, a revisão não mostrou nenhuma diferença clínica importante em eficácia ou efeitos colaterais entre DMARDs sintéticos e biológicos.

 

Aplicação para a Prática Clínica

            Embora esta revisão possa ter produzido resultados enviesados por uma série de motivos como pacientes altamente selecionados (diferentes da prática clínica habitual), baixo número de pacientes por comparação de droga e possibilidade de viés de publicação (inclusão de estudos com mais de 100 pacientes, com no mínimo 3 meses de acompanhamento e artigos apenas em inglês), nos parece que a indicação de associação terapêutica com DMARDs biológicos ou mesmo a monoterapia com biológicos deve ser uma terapia de exceção (por exemplo associação de DMARDs sintéticos ineficaz, graves efeitos colaterais com os sintéticos) uma vez que os custos são muito elevados e há insuficiência de evidências de um real benefício comparativo dos DMARDs anti-TNF.

 

Bibliografia

1. Donahue KE, Gartlehner G, Jonas DE, Lux LJ, Thieda P, Jonas BL, Hansen RA, Morgan LC, Lohr KN. Systematic review: comparative effectiveness and harms of disease-modifying medications for rheumatoid arthritis. Ann Intern Med. 2008;148:124-34. [Link Livre para o Artigo Original]

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal