FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Videogame causa lesão cerebral em crianças

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado em Ciências Médicas pela Faculdade de Medicina da USP.
Supervisor do Pronto-Socorro do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.
Diretor do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente.

Última revisão: 13/04/2016

Comentários de assinantes: 0

Contexto Clínico

Jogar videogame (VG) é cada vez mais prevalente entre as crianças na era moderna. O VG tem sido associado a vários efeitos bons e ruins. A relação causal entre VG e melhorias em certos tipos de cognição visual é relativamente bem estabelecida. Por outro lado, os efeitos negativos do VG incluem efeitos sobre a memória verbal, alguns tipos de atenção, sono, aprendizagem e conhecimento. Além disso, em estudos de imagem, VG foi associado a dependência. Mas não existem dados sobre consequências psicológicas negativas ligadas ao VG.

 

O Estudo

O objetivo desta pesquisa foi investigar essa questão através de análises prospectivas transversais  e longitudinais. No presente estudo foi usada a medida “diffusion tensor imaging mean diffusivity (MD)” para medir as propriedades microestruturais cerebrais e examinar as correlações transversais com a quantidade de VG (de zero a >=4 horas/dia) em 114 meninos e 126 meninas. Também foram avaliadas as correlações entre a quantidade de VG e mudanças longitudinais no MD que se desenvolveu após 3,0 ± 0,3 anos (dp) em 95 meninos e 94 meninas. Após a correção para fatores de confusão, verificou-se que a quantidade de VG foi associada ao aumento da MD em diversas áreas cerebrais como córtex frontal; globo pallidum esquerda; putâmen esquerdo; hipocampo esquerdo; núcleo caudado esquerdo; putâmen direito; insula direita; e tálamo em ambas as análises transversais e longitudinais. Independentemente do tipo de quociente de inteligência, maior MD foi associado com inteligência inferior. Foi também confirmada uma associação entre a quantidade de VG e diminuição da inteligência verbal em ambas as análises transversais e longitudinais.

 

Aplicações Práticas

Em conclusão, maior uso de VG é diretamente ou indiretamente associado com desenvolvimento retardado da microestrutura em várias regiões do cérebro. Do ponto de vista cognitivo foi observado que esse maior número de horas de VG impactou no quociente de inteligência e na inteligência verbal das crianças.

 

Referências

Takeuchi H et al. Impact of videogame play on the brain's microstructural properties: Cross-sectional and longitudinal analyses. Mol Psychiatry 2016 Jan 5; [e-pub].

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal