FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Anafilaxia e Choque Anafilatico Parte 2 19 Min" obteve 8 resultados.

Página:  de 1

Aulas

Anafilaxia e choque anafilático (Parte 1) - 20 min

...Nesta aula, o dr. José Paulo Ladeira aborda a avaliação e o diagnóstico da anafilaxia e do choque anafilático.......

Conteúdo em vídeo

Aulas

Anafilaxia e choque anafilático (Parte 2) - 19 min

...Na 2ª parte desta aula, o dr. José Paulo Ladeira conclui a abordagem sobre avaliação e diagnóstico da anafilaxia e do choque anafilático.......

Conteúdo em vídeo

12/12/2018

Revisões

anafilaxia

... variados que, geralmente, são descritas como “fugazes”. O eritema multiforme é uma variação mais pronunciada de urticária, caracterizada por lesões de pele típicas alvo. O angioedema é, provavelmente, uma reação semelhante, mas mais profunda, caracterizada por formação de edema na derme, envolvendo mais comumente a face e o pescoço, e extremidades distais, podendo ocorrer por diferentes processo......

Ver Índice

03/02/2016

Revisões

Anafilaxia aguda

...gentes; no entanto, o uso de inibidores da enzima conversora de angiotensina é um gatilho comum com angioedema ocorrendo em 0,1-0,7 por cento dos doentes que tomam inibidores da ECA. Felizmente, a maioria dos casos são ligeiros e transitórios. O manejo é de suporte, com especial atenção para as vias aéreas, o uso de anti-histamínicos e corticóides não provou ser benéfico porque o angioedema pelo......

Ver Índice

24/02/2012

Revisões Internacionais

Anafilaxia – Cem Akin, MD, PhD

..., adenosina Estímulos físicos: calor, frio, pressão Hormônios: estrogênio, progesterona, alfa-MSH, CRH TLR = receptor do tipo Toll (Toll-like receptor); LPS = lipopolissacarídeo; fMLP = N-formil-metionil-leucilfenilalanina; NGF = fator se crescimento de nervo (nerve growth factor); MIP-1 = proteína inflamatória do macrófago 1 (também conhecida como CCL3) (macrophage inflammatory protei......

Ver Índice

29/04/2010

Casos Clínicos

Prescrição de drogas vasoativas e sepse

... absoluta ou vasodilatação periférica desproporcional (choques distributivos). c) Posologia Deve ser administrada por via endovenosa – preferencialmente através de cateter profundo (veia central) – em infusão contínua regulada por bomba de infusão numa faixa de concentrações entre 5 e 20 mcg/Kg/min (com crescente incremento de atividade alfa – vasoconstritora). d) Efeitos adversos Ta......

Ver Índice

11/11/2015

Biblioteca Livre

C

... dose de adulto. Aspectos farmacocinéticos clinicamente relevantes t Boa absorção por via oral. Biodisponibilidade de 32%. t Metabolismo hepático com metabólitos ativos. Crianças tendem a metabolizar este fármaco mais rapidamente que os adultos. t Excreção renal (menos de 1% na forma ativa). t Atravessa barreira hematoencefálica, placenta e pode ser detectado no leite materno. t Pico pl......

Ver Índice

11/11/2015

Biblioteca Livre

M

...um agente inibidor da cistite hemorrágica causada pela ifosfamida. Ela não impedirá nem aliviará algumas das outras reações de toxicidade associadas à terapia da ifosfamida. t Não impede a cistite hemorrágica em todos os pacientes. Até 6% dos pacientes tratados com mesna desenvolveram hematúria. Se a hematúria ocorrer enquanto estiver administrando mesna com ifosfamida de acordo com a programação......

Ver Índice

Página:  de 1

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal